Release livro: Bendito filho (2024)

 

‘BENDITO FILHO’’, ROMANCE DE SILAS CORRÊA LEITE SOBRE A INFÃNCIA DO MENINO JESUS

Em Isaías 9:6, Isaías profetiza que Jesus Cristo viria como um bebê, Jesus é chamado por vários nomes. Miquéias 5:2—Miquéias profetiza que Jesus nasceria em Belém. Mateus 2:4–6.

 

Colocar-se no lugar de uma criança – o que ela pensa, reflete; como se expõe, como reage, manifestações etc. – e escrever sobre o Menino Jesus, seu tempo, espaço e lugar; seu entorno, inclusive, só mesmo sendo uma espécie de poeta pensador, sentidor. Ser Poeta é uma forma de se continuar menino? O pai do autor descendente de judeu, cristão novo oriundo de Ilha da Madeira, Portugal. A mãe do autor cristã, com origem ancestral africana (Angola) e ainda indígena (Tupi-Guarani). Dessas somas surgiu o escritor que, premiado em verso e prosa, formou-se, e ainda atuou a defender os fracos e oprimidos, os bem-aventurados. Nesse retrospecto, o Bendito Filho é só mais um mavioso projeto. Invencionice. Lépida imaginação, mas, antes de tudo, arte literária para aqui escrever sobre céus e terras. Professor, blogueiro e escritor premiado em verso e prosa, sabe que escrever é isso: colocar a alma para respirar luz, aliás, “salmar” a alma. Nem toda infância é igual, mas, a do Menino Jesus, bendito fruto, certamente que foi bem diferenciada. Foi nessa época de meninice que o ser humano Jesus começou a formar a sua persona? O que ele iria ser quando crescesse, quando jovem, e até mesmo o adulto do futuro, já passa rigorosamente por essa época. Como foi com Jesus? Ler para crer. Os jorros de historietas, ou, feito este romance em contações, diz da vida familiar de Jesus; alguns suportes de vivências para a sua missão espiritual fora de casa. Depois, pregando os Evangelhos que, afinal, mudaram o mundo e a vida na terra, e deram um sustentáculo para os canteiros da chamada Fé Cristã, no espírito do Cristianismo.

Esse é o livro. Como foi a infância de Jesus? Como a personalidade forte de Maria, mãe de Jesus (Bendito Filho) o solidificou enquanto ser e enquanto humano? Como era o pai de Jesus, que desde logo confiou no anjo anunciador de seu nascimento, e o via como a um escolhido; um enviado para ser o libertador do povo de Israel? Como o meio familiar solidificou seus conceitos e sua própria personalidade arrojada? Cenas do dia a dia de Jesus desde criança; sua infância rotineira, como foi? Como se construiu sua bela peregrinação a partir dessa básica época formadora, inicial? Ele foi crucificado e venceu a morte. Foi traído e   perdoou. Enfrentou as Leis de Moisés e provocou mudanças; enfrentou o demônio no deserto, foi tentado e saiu limpo. Além da própria herança divinal, o Bendito Filho de Deus aqui terá a sua vida feita verbo, numa releitura do “aprendizado imaginado”. Transleituras entre Maria e José. Como foi isso? Vivências e referenciais. Este livro tenta narrar isso entre feitos circunstanciais e realizações. O Menino Jesus como era, como reagiu, o que pensava, como sentia, como venceu esse tempo precioso da vida? Como se postou, como registrou tudo na assimilação de sua íntima construção espiritual, e aí, como se formou para ser um símbolo na história, um mito das religiões? Uma lenda que ultrapassou seu tempo; cujas mensagens, profecias e ideias ainda vivem, ainda viçam canteiros, milagres e bênçãos. Da fé nasce a Luz. Bendito Filho é um trabalho escrito a partir de pesquisas, releituras, estudos, buscas, mais o lado Pensador e até mesmo Sentidor do autor, um humanista com seu sensível relato, a sua visão espiritualizada, a sua graciosa e poética compreensão de como tudo pode ter acontecido, naqueles tempos...

-Como poderia ter sido realmente a infância quase inteira dessa criança especial, o “Menino Jesus”, aqui se formatando paulatinamente no meio de nós, o bendito filho, que a história ainda não assentou? “A imaginação pode mais que o conhecimento, o mito pode mais que a história, os sonhos podem mais que a realidade, e a esperança vence sempre a experiência”, disse Robert Fulghum, no livro “Tudo o que eu devia saber na vida aprendi no jardim-de-infância”.

-Neste livro, BENDITO FRUTO, com jorros de historietas desta época imaginada, criada, iluminada, formando assim um romance inaugural de uma possível fase histórica daquele que criou a filosofia do amor, da bem-aventurança, da harmonia e da paz entre os homens de boa vontade, como estava escrito e assim se confirmou, numa jornada que se fundamentou na fé com obras e que aqui se assenta nas contações como uma jornada experimental de repertório pertinente.

-Um ciberpoeta, escritor e professor premiado, já autor de outros livros diferenciados, inventariou essa época, desse escolhido de Deus que se fez filho de Maria entre nós, para nos salvar de nós. O livro conta, vaza, alimenta, registra numa linguagem poética, numinosa, com narrativas que alumbram o vezo historial e nos faz parte da família cristã desse consagrado pescador de almas e salvador da rota historial antes desviada.

-Leia e creia. Os céus proclamam o filho de Deus. Uma estrela brilhou no oriente e o anunciou. Bendito Filho.

“Todo menino quer ser homem. Todo homem quer ser rei. Todo rei quer ser Deus. Só Deus quis ser menino” disse Leonardo Boff. Essa é a ideia.

Leia o livro.

Articles View Hits
11364050

We have 1049 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro