HULK EM GUERRA PELO CLIMA DA TERRA!

JANE FONDA FALA SOBRE NOITE NA PRISÃO: "ERA APENAS EU E AS BARATAS"

 
Fonte: Folha Press / https://cidadeverde.com/noticias/311802/jane-fonda-fala-sobre-noite-na-prisao-era-apenas-eu-e-as-baratas

08 nov. / 2019 – A atriz Jane Fonda, 81, falou sobre a noite que passou na prisão, no último dia 1º, quando foi pela quarta sexta-feira vez consecutiva detida por protestar contra as mudanças climáticas em Washington D.C., capital dos Estados Unidos. "Na minha cela, era apenas eu e as baratas."

A declaração foi dada em entrevista ao site The Hollywood Reporter, publicada na quarta-feira (6). Segundo a atriz da série Grace e Frankie, da Netflix, ela ficou presa por 20 horas. Nas primeiras sete horas, ficou em uma cela sozinha com "as baratas". Depois foi transferida para outra cela com quatro mulheres, e depois para outro bloco com mais seis mulheres.

Para a atriz, que se considera uma privilegiada por ser "uma estrela de cinema branca" que faz uma série de sucesso, o mais perturbador foi ver a situação das outras pessoas presas. "Porque muitas pessoas estão lá por causa da pobreza, do racismo e de problemas de saúde mental. E isso me deixou muito triste."

Fonda também comparou o seu momento atual com situação semelhante que viveu nos anos 1970, quando iniciou o seu ativismo e foi presa pela primeira vez em Cleveland (EUA) por protestar contra a Guerra do Vietnã (1955-1975).

"Em 1970 todos os outros prisioneiros eram brancos. Sexta-feira passada, todos eram negros. É o novo Jim Crow", disse ela em referência as leis de Jim Crow, que impunham segregação racial no sul dos Estados Unidos.

A atriz disse que a manifestação nos anos 1970 teve um papel importante para o fim da guerra, mas afirma que o alvo do seu protesto atual é uma "bomba-relógio" que envolve tudo.

"A vida de todos, a economia, a saúde, as forças armas, a segurança nacional, tudo. Estamos diante de uma verdadeira catástrofe. A ciência nos diz que temos 11 anos para fazer mudanças sistêmicas a fim de impedir que se torne incontrolável", afirmou ao site.

Depois de protestar com outras celebridades, como Sam Waterston, Ted Danson, Catherine Keener e Rosanna Arquette, nesta sexta (8), ela deve ter a companhia de Ben Cohen e Jerry Greenfield, os fundadores dos Sorvetes Ben & Jerry's.

Fonda disse que se mudou recentemente para a capital americana com o objetivo de ser mais ativa na questão das mudanças climáticas. Ela contou também que pretende participar de outros protestos, pelas próximas sextas-feiras.

Em seu site, a atriz escreveu que se inspirou nos discursos da jovem ativista Greta Thunberg, 16.

"Eu me mudei para Washington, D.C. para estar mais perto do epicentro da luta pelo nosso clima. Toda sexta-feira até janeiro, liderarei manifestações semanais no Capitólio para exigir que as ações de nossos líderes políticos sejam tomadas para solucionar a emergência climática em que estamos inseridos. Não podemos esperar", escreveu.

dali 5 

HULK DECLARA GUERRA CONTRA OS HUMANOS NA MARVEL E O MOTIVO É…

QUADRINHOS – POR ALEMÃO / https://observatoriodocinema.bol.uol.com.br/quadrinhos/2019/11/hulk-declara-guerra-contra-os-humanos-na-marvel-e-o-motivo-e-nobre

ALERTA DE SPOILERS

07 nov. / 2019 – Por mais que Thor discorde, Hulk é o membro mais forte dos Vingadores da Marvel. Mas para torná-lo ainda mais aterrorizante, sua série atual acabou de mostrar que Bruce Banner é mais perigoso do que parece.
Em um manifesto feito em The Immortal Hulk, Bruce Banner declara guerra ao mundo humano. O motivo? O desrespeito da humanidade pelo fracasso do planeta em agir sobre as mudanças climáticas.
Ele perdeu a fé no mundo dos heróis e não acredita que exista esperança para a sociedade do homem. Em um mundo de tecnólogos geniais, como Tony Stark e Reed Richards, que desenvolvem tecnologia verde, nada disso é apoiado pelos governos ou sociedades de todo o planeta.

Segundo Banner, tudo se deve ao “Capitalismo de desastres”, porque quando as catástrofes criam oportunidades para as pessoas lucrarem, os humanos se mostram mais do que dispostos a destruir o planeta para ganhar dinheiro para os responsáveis.

Esse sistema corrupto e autodestrutivo é o mundo que a Banner se propôs a destruir. Banner acredita que o mundo não pode ser salvo – não o mundo humano, como atualmente o entendemos.
O mundo construído pelos seres humanos não é sustentável, o clima da Terra está mudando rapidamente. Porém, devido ao lucro de curto prazo, os mesmos sistemas que destroem o planeta podem continuar.
O maior problema, como Banner vê, é que não há consequências reais para os grandes poluidores – as grandes entidades que são “grandes demais para falir”. Penalidades e multas não fazem nada para as grandes fortunas daqueles que lucram com o capitalismo de desastres.

Mas qual é o plano dele? Banner entende que o Hulk é um instrumento contundente e simplesmente quebrar tudo não o tornará melhor. Para ter sucesso, ele precisa ser cuidadosamente direcionado. No final do manifesto de Banner, ele afirma:

“Se não houver consequências significativas para aqueles que usariam seu poder para projetar e lucrar com desastres… então criaremos algumas. Em uma semana, você ouvirá sobre um tumulto do Hulk. Um tumulto direcionado, contra uma entidade em particular. Uma declaração de guerra contra aqueles que guerreariam contra nós.”

 

Articles View Hits
8011998

We have 256 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro