Vida de Jimi Hendrix antes da fama chega aos cinemas

Vida de Jimi Hendrix antes da fama chega aos cinemas

 
 

Vida de Jimi Hendrix antes da fama chega aos cinemas

FERNANDA EZABELLA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, DE LOS ANGELES

 
 

24 jun. / 2014 - Foi uma mulher branca, de sotaque inglês burguês e então namorada do Rolling Stone Keith Richards que instigou o tímido e nada ambicioso Jimmy James a virar Jimi Hendrix (e o levou a sua primeira viagem de ácido).

O impacto da modelo Linda Keith na vida do guitarrista americano domina o começo da cinebiografia de seus anos pré-fama, Jimi: All Is by My Side, estrelado com incrível semelhança por André Benjamin, da banda Outkast.

"É como perguntar para onde eu iria se tivesse uma nave espacial, para Marte ou Vênus?", ele diz a Linda (Imogen Poots) ao ser questionado sobre o que faria se tivesse seu próprio grupo. "Minha voz é terrível", continua, em outra cena, ao se recusar a cantar. "A voz de Bob Dylan também é, e ele está indo bem", responde a amiga.

  Divulgação  
O cantor Andre Benjamin como Jimi Hendrix no filme 'Jimi: All Is by My Side
O cantor Andre Benjamin como Jimi Hendrix no filme Jimi: All Is by My Side

Jimi: All Is by My Side, exibido no Festival de Los Angeles e com estreia prevista para setembro nos EUA, tem direção e roteiro de John Ridley, ganhador do Oscar pelo roteiro de 12 Anos de Escravidão, o qual também coproduziu. Ridley se interessou em fazer o filme há quase uma década, ao descobrir uma canção rara de Hendrix chamada "Sending my Love to Linda", que o inspirou a pesquisar sobre esta "mulher misteriosa".

Linda apresentou Hendrix (1942-1970) ao baixista Chas Chandler (Andrew Buckley), que deixou o grupo Animals para virar seu agente e o levar para a Inglaterra. A história corre em 1966 e termina com a volta aos EUA para o Monterey Pop Festival, em 1967.

Em Londres, Hendrix é questionado por Michael X por que só anda com brancos, rouba um show de Eric Clapton e causa ciúmes em Richards. Ele também aparece de bobs e batendo na nova namorada, a ruiva Kathy Etchingham, além de declamar discursos viajandões repletos de analogias com cores.

Benjamin, sem dúvida a melhor parte do filme, aprendeu a tocar guitarra como Hendrix, canhoto numa guitarra para destro (sua primeira, aliás, foi presente de Linda, com as iniciais de Keith Richards). Mas sua performance vem com uma desvantagem: a família de Hendrix não liberou nenhuma canção. No filme, ele canta Dylan, Muddy Waters, "Hound Dog" e "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band".

Os administradores do patrimônio de Hendrix, liderados por Janie Hendrix (meia-irmã), são conhecidos pela rigidez e afirmam que só vão liberar as músicas quando tiverem participação total no filme. Por décadas, diversas produções acabaram engavetadas, como uma de Paul Greengrass, cinco anos atrás.

No mês passado, o projeto voltou à tona, mas com novo diretor à frente, o roteirista Ol Parker (O Exótico Hotel Marigold), que teria finalmente se acertado com Janie. Anthony Mackie (Guerra ao Terror) fará o guitarrista na história sobre seus nove últimos dias de vida. 

 

 'Totalmente inventada’, diz ex-namorada de Jimi Hendrix sobre cena de cinebiografia

 

Diretor do filme ganhou o Oscar de melhor roteiro adaptado neste ano

Por O Globo

 

4 jun. / 2014 - RIO - Kathy Etchingham, namorada de Jimi Hendrix entre 1966 e 1969, fez duras críticas ao filme Jimi: All Is By My Side, estrelado por André Benjamin, do Outkast, e dirigido por John Ridley, vencedor do Oscar de melhor roteiro adaptado por 12 Anos de Escravidão. Ao ver uma cena em que o músico a agredia, Etchingham comentou: “totalmente inventada”.

Apesar de ainda não ter assistido ao filme, a ex-namorada do mítico guitarrista, que supostamente teria inspirado canções como “The Wind Cries Mary” e “Foxy Lady”, afirma não ter gostado das resenhas que leu sobre a obra após sua exibição no Festival de Toronto, no ano passado.

Segundo o jornal inglês The Telegraph, ao ser perguntada sobre um possível processo contra o lançamento do filme, ela disse que depende do conteúdo. “Se for tão ruim assim, não terei outra escolha”, afirmou.

Ela rebateu o lado violento de Hendrix visto na cena do filme enumerando as qualidades do músico, morto aos 27 anos, em 1970. “Ele era uma pessoa gentil, engraçada, divertida, articulada e sabia exatamente o que queria fazer.”

Etchingham vivem em Melbourne, na Austrália, e poderá assistir ao filme nesta quinta-feira, quando Jimi: All Is By My Side será exibido no Festival de Cinema de Sidney. 

Articles View Hits
8063047

We have 682 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro