Lost acelera na reta final

 

The Last Recruit: LOST move-se rápido em direção ao fim

21 de abril de 2010

 

*** COMENTÁRIOS DE LOST DE ACORDO COM A EXIBIÇÃO AMERICANA ***

** SE VOCÊ NÃO ASSISTIU AO EPISÓDIO S06E13, POR FAVOOOOR PARE AGORA! ***

The Last Recruit, episódio exibido ontem à noite dos Estados Unidos, correspondeu a dois apelos básicos de fãs e crítica. O primeiro é: mas porque os personagens não fazem as perguntas certas? E segundo: para que gastar um episódio inteiro com flashes de um único personagem que não rende tanto?

Este episódio da etapa final de LOST começou com um diálogo promissor entre Jack e Locke-fumacento. Era a chance de esclarecer dúvidas que atormentam o médico. Jack conseguiu perguntar - e obter resposta positiva - sobre seu pai na ilha. Sim, era a fumaça no corpo de Christian Shepard. Falso-Locke compartilhou ainda seus planos de sair da ilha junto com a cambada principal e ainda por cima promoveu um reencontro familiar entre Claire e seu meio-irmão. A maninha ainda respondeu que ficou lá todos estes anos com o fumacento, o único que não a abandonou, e entrou na cabeça de Jack ao dizer que ele já havia tomado sua decisão, do contrário não estaria ali naquele momento.

Pára tudo: vamos sair da ilha um pouco. Eis a segunda boa inovação. Já que o series finale está ali na esquina em 23 de maio, que tal acelerar a narrativa? Em vez de gastar 45minutos com um único personagem enchendo linguiça, que tal misturar tudo? A tal descentralização dos flashsideways será elogiada por todos pelo simples motivo de que finalmente a história parece andar a passos apressados e ir direto ao assunto.

De alguma maneira, Sun “reconhece” Locke lá na vida fora da ilha. Jack reencontra Locke e irá operá-lo. Desmond agitou os pauzinhos e levou Claire para a advogada Ilana, fazendo com que ao mesmo tempo ela desista de dar Aaron pra adoção e encontrando seu brother Jack. Sawyer e Kate, por sua vez, são um mistério: eles já se encontraram “por acaso” duas vezes e ainda sequer uma faísca de reconhecimento mútuo. Será que um beijaço de ambos - estilo Libby e Hurley - é o que falta para dar o clique? Enquanto isso, Jack fica ainda mais próximo de seu filho. Como será que o médico irá “lembrar” da vida vivida na ilha?

Ainda falta Desmond visitar muita gente lá fora - e fico feliz, feliz que ele se tornou o personagem principal desta etapa final de LOST, porque sem ele os flashsideways não irão avançar sozinhos. E estão cada vez mais interessantes agora que faltam poucas visitas, não estão?

De volta à ilha, alguém me explica esta cena abaixo?

A Tina-fake-Fey bem mandada por Widmore é uma indecisa. Primeiro eles abaixam as armas, depois voltam a apontá-las para a turma. Ora, a grande pergunta que resta é a seguinte: quais são os reais planos de Widmore? Gente, o véio careca é - no fundo, no fundo - um dos grandes enigmas dessa god damn island. Achávamos que ele só buscava riqueza & poder, será que ele está em busca de algo mais? Da vida eterna, da fonte da juventude? Desculpem-me por não jogar confete, mas ainda há muitas coisas que não fazem sentido.

Até o reencontro de Sun e Jin, que era pra ser a coisa mais emocionante do mundo, deixou uma ponta sem sentido na cena. Por que diabos ela havia desaprendido inglês se ao rever Jin ela conseguiu voltar a falar? Era pra mostrar que o amor vence tudo? Meio dispensável tudo isso, apesar de curtir os personagens. E por um minuto prendi a respiração achando que ambos seriam eletrocutados naquela cerca sônica. Ui!

***

Bom, hoje é feriadinho, estou de folga do trabalho (iuhu!) e lá vou eu tentar ficar em dia com DAMAGES, escrever sobre GLEE e ver a nova TREME.
E vocês, seriadomaníacos, qual é a programação do dia?

Download:  http://www.megaupload.com/?d=D5C6QGPN

 TELEVISÃO

Passado e futuro do seriado Lost

Diário Catarinense - 27 ago. / 2009 - Um programa de TV da década de 1980 ajuda a explicar o que é a organização secreta Iniciativa Dharma, que construiu casas modernas na ilha de Lost – seriado americano exibido no Brasil pelo canal AXN (e, nos verões, pela RBS TV).

Mysteries of Universe é uma série de miniepisódios que vai ao ar pelo site da ABC e simula um documentário algo sensacionalista que trata de “vida fora da terra, monstros, culturas antigas’’, entre outras coisas. Se monstros e culturas antigas são temas claros para os fãs de Lost, talvez seja preciso se preparar para alienígenas.

Já no primeiro capítulo online insinua-se uma relação entre “sociedades secretas infiltradas em cada canto’’ do nosso mundo e inteligência extraterrestre. O segundo compara claramente o uniforme da Dharma com o dos possíveis trabalhadores da Área 51 – uma base militar no deserto de Nevada que guardaria restos de discos voadores, um lugar caro a Arquivo X. O ponto de partida para o falso documentário são as consequências do aparecimento de um uniforme da sociedade secreta de Lost em uma loja próxima à Área 51. O passado de personagens marginais, como Phil, o guarda de segurança que trabalha com Sawyer na quinta temporada, também foi visitado, deixando mais claro como era o recrutamento para ir à ilha. Nos dois capítulos já transmitidos também há falas do narrador que remetem a diálogos.

Ao todo, serão cinco capítulos. O terceiro irá ao ar em 8 de setembro; o último está planejado para novembro. Esse episódios depois serão reunidos e ampliados nos extras da caixa de DVDs da quinta temporada. Por enquanto, servem para alimentar a atenção dos fãs. Blogs como o brasileiro Dude, We Are Lost (www.dudewearelost.blogspot.com) colocam os episódios no YouTube e discutem cada detalhe.

Outra forma de atrair os entusiastas da série são os jogos de realidade alternativa, ou ARGs, em inglês. Eles misturam sites e pistas na internet com eventos reais. Um deles começou na Comic Con, evento de cultura pop que aconteceu no final de julho nos EUA. Lá, o comediante Paul Scheer entregou um bizarro quadro aos produtores de Lost.

O quadro remetia a uma página (damoncarltonandapolarbear.com), que começa a exibir outras pinturas relacionadas à série. A partir do site, no último domingo, foi organizada uma festa real em Los Angeles, num bar cheio de referências a Lost. Sterling Beaumon, que interpreta o Ben adolescente, apareceu por lá.

Scheer é responsável pelo maior “spoiler’’ (vazamento de informações inéditas) até agora da nova temporada. Em vídeo em que supostamente invade a sede da ABC, rouba papéis com o título do primeiro episódio: LA X’. LAX, sem espaço, é o aeroporto onde o voo 815 deveria ter pousado, se não tivesse caído na ilha.

Articles View Hits
7843403

We have 908 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro