Enciclopédia diz tudo sobre o cinema gay

aMurray_Images

Nova York – A obra literária mais abrangente do cinema gay foi lançada nos Estados Unidos. Trata-se de “Images in the Dark – An Encyclopedia of Gay and Lesbian Film and Video (Imagens no escuro – enciclopédia de filmes de gays e lésbicas), coordenada pelo crítico Raymond Murray.

Depois de quatro anos de trabalho, ele conseguiu relacionar 3 mil filmes e mais de 200 biografias de atores, cineastas e ícones gays. “Quando comecei a fazer o livro, meu objetivo estava longe da grandiosidade da versão final”, explica o autor.

“Images of the dark”, que é publicado pela Penguin Book, vem na esteira do boom do cinema gay nos Estados unidos e na Europa. Só em 1995, duas dezenas de longas sobre a temática foram lançados nos cinemas americanos.

O livro de Raymond Murray é dividido em três seções biográficas e seis categorias de sinopses. O autor faz um apanhado dos filmes mais expressivos de cineastas gays como Pedro Almodóvar, Lindsay Anderson, Clive Baker, Jean Cocteau, Terence Davies, Marleen Gorris (a vencedora do Oscar de filme estrangeiro de 1996 por “A Excêntrica Família de Antonia”), Joseph Losey, Wolfang Petersen, Ken Russel, e Franco Zefirelli.

Entre os atores, Murray, relaciona aventuras bissexuais de Alan Bates, Marlon Brando, Luise Brooks, Richard Chamberlain, Rupert Everett, Ian McKellen, Barbara Stanwyck e Lily Tomlin.

Também não falta, em “Images in the Dark”, análise sobre os ícones de Hollywood para os gays como Bette Davis e Mae West, nos anos 30, Judy Garland (década de 40), Marilyn Monroe (50), Barbara Streisand (60), Betty Midler (70) e Madonna (80).

 

Correio Braziliense, 7 jul. / 1996

Articles View Hits
7822074

We have 522 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro