ATELIÊ DE TONINHO DE SOUZA EM SOBRADINHO OFERECE UMA VISÃO CULTURAL DE BRASÍLIA

Fique atento: um das mais belas obras da capital está bem ao seu lado

por Mário Pazcheco especial para a Folha da Serra

fachada

Mural com 12 painéis externos - desde a primeira missa à edificação das maravilhas. O voo de retorno aos céus de Brasília quando os bicos, as asas e cores das araras enfeitiçavam o menino Toninho de Souza

"Detalhes do Mural da Construção de Brasília, onde tem a imagem do JK com o aceno tradicional do chapéu... Também têm a mulher brasileira, o Lago Paranoá, um barco, Ermida Dom Bosco, Congresso Nacional, Os Candangos, Pirâmide do Templo da Boa Vontade, JK e a fatia da melancia em tom verde". (Toninho de Souza).

Arquitetos e colecionadores do mundo correm ao portão de entrada nos fundos do ateliê de Toninho. Dentro do lote, uma construção de 1960 preservada. Seu desejo agora é inserir a iluminação pública no mural.

Finalmente, inauguramos a ponte do arco-irís conduzindo ao ateliê do pintor e escultor Toninho de Souza, na cidade satélite de Sobradinho. De temperamento calmo e com infinita paciência, o artista serrano exibiu o rico acervo com várias fases de sua vasta obra. Contou histórias desde os primórdios - até da sua passagem pelo impressionante ateliê de Picasso na Espanha. Não é difícil imaginar que Picasso tivesse inspirado o mural que decora o muro de divisa da sua casa. (O artista teme por uma futura invasão do espaço por um estacionamento).

A característica do seu ateliê além da preservação de suas raízes é a organização:  não há bagunça. O branco das paredes internas e do teto reluzem em impecável limpeza, o piso de concreto também é branco: chego a pensar limpo como um hospital. O ateliê  é uma construção pioneira em madeira. O tradicional barraco foi transformado numa única sala branca: suas paredes externas foram pintadas nas formas de quadrados e retângulos coloridos de diversas medidas lembrando Mondrian.
Toninho de Souza começou ainda menino em 1957, a desenhar nas camadas dos sacos de cimento que constituiam as paredes das casas dos primeiros candangos.

- Por que melancias?
Toninho de Souza - A melancia foi um desejo de minha esposa na gravidez de minha primeira filha...
Eu tinha sido recusado no salão por varias vezes antes de pintar melancias. Aí quando mandei meus trabalhos de melancia fui premiado em primeiro lugar e me motivei e fui angariando todos os prêmios dos salões seguintes...

Arquivista - Sua obra gigantesca impecavelmente organizada está prontamente à disposição das mãos: é impressionante! Toda a sua história está protegida das intempéries debaixo de um simples teto! Telas acondicionada em plástico em várias gavetas de vários tamanhos. 

Toninho de Souza cruza as tintas e os pincéis em técnicas mistas e estudos em papéis: o artista ornamenta as suas telas com notícias de jornais de décadas passadas que também servem de fundo. A pedido, estes trabalhos posteriormente são gravados em telas. Seu primeiro volume encadernado de clipping das matérias cobre suas exposições a partir de 1993, um segundo volume se estenderá até 2006. Constatação: os artistas recebiam mais atenção dos jornais. 

Agora entendemos a sua necessidade de expansão: "Estou criando expectativa para captar recursos e fazer um belo galpão de dois andares para transformar em um espaço cultural de atividades múltiplas... música e artes visuais...".

Recomendamos a visita: no dia 8 de junho de 2015, quando será inaugurada a sua nova exposição:
Dia 8 de junho
Às 20 horas
Quadra 8 conjunto 'F' ateliê 61 - Sobradinho (entrada pelos fundos)

Blog do Toninho

"Gostei da matéria... Uma forma diferente de expressar aquilo que toca-lhe a mente e o coração." (Toninho de Souza)

barraco

No coração de Sobradinho desde 1960, o ateliê de madeira encravado de manequins multiicoloridos, objetos, fotos, esculturas e telas

"O tempo, para quem aprendeu a esperar, surpreende as expectativas. Hoje visitamos um dos mais verdadeiros e gentis artistas de Brasília, Toninho de Souza. Que na década de 60 chega a Brasília com sua imaginação e encantamento a observar as ricas cores do cerrado do Planalto Central em suas araras avoantes em liberdades siderais. Suas obras se destacam no ateliê branco em paz e receptividade acolhedora. Só agradecimentos por encontrarmos portas abertas.". (Betto Tutu, professor e músico).

"Ficamos embriagados de tantas cores, formas, texturas e criatividade!". (Rosângela Meneses, arte-educadora).

escultura

O trabalho de Toninho de Souza influenciou outros artistas da capital

Articles View Hits
6323379

We have 608 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro