'NU DEITADO', DE MODIGLIANI, É ARREMATADA POR US$ 170 MILHÕES NOS EUA

 

casavermelha

O último recorde do pintor italiano era de US$ 71 milhões

'Nu Deitado', de Modigliani, é arrematada por US$ 170 milhões nos EUA

9 nov. / 2015 - A obra Reclining Nude ("Nu Deitado"), do artista italiano Amedeo Modigliani, foi leiloada nesta segunda-feira (9/11) na Casa Christie's, em Nova York, por US$ 170,4 milhões de prêmio final e, com isso, superou com folga o último recorde do artista, que era de US$ 71 milhões.

A obra, que ultrapassou as expectativas da Christie's de US$ 100 milhões, é um dos últimos trabalhos da carreira tragicamente curta de Modigliani, o paradigma do pintor boêmio romântico em Paris.

O recorde para o artista italiano aconteceu na primeira grande noite de leilões de Christie's da temporada de outono no hemisfério norte, dedicada à "musa inspiradora" e que contou com 34 pinturas e esculturas de mestres como Paul Gauguin e Roy Lichtenstein, que também bateram seus próprios recordes.

A obra, que retrata uma mulher nua deitada sobre um sofá, provocou escândalo quando foi exibida pela primeira vez em Paris.

Superando Nu couché, apenas a pintura Mulheres de Argel, de Pablo Picasso, que estabeleceu o recorde de maior valor já pago por uma obra de arte em leilão. A Christie's vendeu o quadro em maio por US$ 179,4 milhões.

A escultura Thérese, de Gauguin, foi arrematada por US$ 30,9 milhões de preço final, enquanto a pintura Nurse ("Enfermeira"), de Liechtenstein, que era estimada em US$ 80 milhões, conseguiu chegar aos US$ 95,3 milhões, o valor máximo que já foi pago por uma obra do artista pop até o momento (US$ 56 milhões).

A famosa e colorida obra de Lichtenstein estava há décadas fora do mercado nas mãos de um colecionador privado.

 

Articles View Hits
6326778

We have 513 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro