Fernando Carpaneda: livro em Nova York e exposição em Londres!??

 

O braziliense, Carpaneda: Livro e exposição no 1º Mundo

O artista plastico Brasileiro Fernando Carpaneda, faz um off-the-wall sobre inúmeros temas em seu novo livro: ”Fernando Carpaneda clay sculptures”. O artista fala sobre temas diversos incluindo; religião, fama, política, criação de arte, movimento punk, homosexualidade, skinheads, e sexo. O livro edição luxo com capa dura foi publicado em inglês e português e reúne além de entrevistas, fotos de modelos, ex-amantes e celebridades do mundo underground que posaram para o artista nos últimos anos, como as transexuais Amanda Lepore, Gazelle, Slava Mogutin; o ator pôrno Chad Hunt e Billy Name; fotógrafo oficial de Andy Warhol.
O livro representa uma das mais importantes fontes contemporâneas sobre a arte homoerótica e Lowbrow Art da America Latina. Dois caminhos que sempre estiveram presentes na obra do escultor e verdadeiros tabus na arte contemporanea brasileira.
Publicado pela The Leslie/Lohman Gay Art Foundation em Nova York, a obra faz uma retrospectiva do trabalho do artista que retratou mais de 500 personagens de rua nos últimos 25 anos; como traficantes, drag queens, punks, garotos de programa, mendigos, etc.
 
Confiram tambem o livro "Treasures of Gay Art" que teve curadoria do renomado Peter Weiermair e que traz o mapeamento feito pela fundação nos últimos 50 anos e mostra trabalhos de artistas relacionados a Gay Art. O livro inclui trabalhos de Andy Warhol, Robert Mapplethorpe, Keith Haring, Tom Of Finland, Jean Cocteau, Neel Bate, Wilhelm Von Gloeden, Fernando Carpaneda, entre outros.
 
 
Sobre a fundação Leslie/Lohman


A The Leslie/Lohman Gay Art Foundation (LLGAF) é uma fundação sem fins lucrativos, destinada ao mapeamento e preservação de obras de arte produzidas por artistas gays e adotando temas e assuntos relacionados ao mundo GLBT.
A The Leslie Lohman Gay Art Foundation está localizada no bairro do SoHo, na cidade de Nova York. Ela possui uma galeria para exposições temporárias e permanentes bastante significativa e inclui uma coleção de arte totalizando mais de 3000 itens - como; pinturas, desenhos, fotografias, esculturas e gravuras. A Fundação Leslie Lohman é  reconhecida como uma das mais antigas instituições destinadas a colecionar, mapear e a preservar a arte gay em todo o mundo.

Sua coleção permanente inclui obras de vários artistas renomados - como Andy Warhol, Tom of Finland, Delmas Howe, Jean Cocteau, Deni Ponty, Robert Mapplethorpe, Keith Haring, George Platt Lynes, Horst, Tress e muitos outros.

Juntamente com o Instituto Kinsey e o Oberlin College, a Leslie / Lohman Gay Art Foundation possui um dos maiores e mais importantes arquivos de artes GLBT nos Estados Unidos.
A Fundação Leslie Lohman foi criada para fornecer uma saída para a arte contemporânea com seus temas relacionados à cultura e ao estilo de vida gay. Assim como acontece com a Lowbrow Art, muitos no mundo da arte contemporânea têm profundas dificuldades em aceitar a Arte Gay por causa do seu foco figurativo, sua cultura de narrativa e sua forte valorização do conhecimento técnico. Todos esses aspectos da arte contemporânea foram profundamente desvirtuados em faculdades e pelos curadores e críticos durante toda a década de 1980 e 90.
A fundação Leslie Lohman promove exposições produzidas por artistas gays e lésbicas com ênfase em temas GLBT que interessam diretamente ao publico gay, incluindo trabalhos eróticos, pornográficos, políticos, românticos, e o do imaginário social.
A organização também fornece suporte para artistas emergentes, curadores, palestras, painéis de discussão, uma revista trimestral, publicação de livros de arte, um arquivo de dados sobre artistas gays e uma coleção permanente de arte.
A The Leslie Lohman Gay Art Foundation foi fundada por J. Frederic "Fritz" Lohman e Charles W. Leslie. Os dois curadores viajaram pelo mundo por vários anos, mapeando, comprando e colecionando tudo relacionado a Arte Gay. Assim, realizaram a primeira exposição voltada exclusivamente para esse tema na Nova Iorque de 1969, em seu loft, localizado na Prince Street. Logo depois dessa exposição, os dois curadores abriram uma galeria que funcionou por alguns anos, mas esta foi fechada no inicio dos anos 80 por causa da epidemia da AIDS.
Em 1989, J. Frederic "Fritz" Lohman e Charles W. Leslie abrem a The Leslie Lohman Gay Art Foundation, uma fundação sem fins lucrativos para preservar a sua coleção de arte gay e continuar os esforços na preservação e no mapeamento da arte produzida por gays e lésbicas. O Internal Revenue Service (órgão Americano que legaliza nomes para as instituições) opôs-se à palavra "gay" no título da fundação. A palavra gay só pode ser incluída no nome da fundação quase uma década depois. 
 
Contato:
Fernando Carpaneda
www.fernandocarpaneda.com

Articles View Hits
7627223

We have 618 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro