DURANGOS DA AMÉRICA LANÇA O CLIP 'CADÊ A CPI'

 

Última constatação

por Mário Pazcheco


Durangos da América é uma banda raçuda, com um vocal na linha da Matanza, de enérgica performance, o microfone na mão. Miro Ferraz é construtor de guitarras, a que usa ao vivo é pau para toda obra. Já o baixista Daniel seguiu a onda, e a da bateria é na pegada do surdo com bumbo de escola de samba – o repertório, calcado em Raul Seixas, e Dio! Espero que explodam a Landscape hoje, mas chegamos sem alarde.

Eu não vou passar o script de banda de rock, mas o que sei é que as bandas demoram um certo tempo para atingir o ponto de ebulição, e algumas talvez jamais consigam. Porém a Durangos da América vem apresentando um dos sets de rock’n’roll mais autênticos do planeta.

Foi em 1984 que eu conheci a Durangos da América – a gente andava pelo Galpãozinho, Bar Caco de Cuia, Conic e Taguá. Miro Ferraz, o carinha da guitarra, que inclusive pinta a logomarca Do Próprio Bol$o, a gente tem essa cumplicidade de atuar pelo bem do rock’n’roll. Se eu tenho LPs, Miro Ferraz coleciona guitarras que não se veem mais nos palcos. 16 guitarras, amplificadores vintage, piano.

O mais assustador é que Miro é luthier, não tem medo de meter o formão, abrir cavas, e restaurar, além de pintar. Mas o melhor é vê-lo salpicar o tempo todo as músicas de notas. Além de fazer os improvisos básicos, frases e riffs que o leitor para ser um realmente bom guitarrista tem que saber, que precisará tocar além de com os dedos com a alma.

Na maioria das vezes, a gente está loucão e cego mesmo de paixão, brigando com todo mundo, numa bruta ressaca ensaiada e repetida. Os magos, os feiticeiros, os cavalos de Troia, desceram das areias distantes em seus cavalos alados. Fizeram de “Born to be wild” uma demolição de guitarra manufaturada, ainda tocaram Pholhas, Peter Frampton. Injetaram suor nas cordas. Aqui o movimento é de cabeça pra baixo, e olha só não cai uma moeda. O Festival dos 35 anos virá. A festa no entanto não é todo dia, é toda hora. A Durangos da América nos deu um dos mais emocionantes shows de nossas vidas. Os aliados, os associados, os fãs, os freaks, os figurinhas, a ambição do filme de terror bem feito vamos celebrar a nós mesmo todos os dias, pois é o que nos resta. A vida dos outros já é minissérie.

 

Articles View Hits
7824507

We have 303 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro