RICARDO CORREIA DA SILVA, MAIS UM RECOMEÇO DO FILHO DE ARARAQUARA, E O INESPERADO FIM, AINDA EM 2017

 

 LuisBadona 2014 clean

FOTO DE LUIS BADONA_2014

"Tem sentimento e expressão essa foto! Caminhando com uma imponência, mas ao mesmo tempo sem rumo!" (DRY CAMPHOS)

TRECHO 2

“’Eu conheço a Mona de Paris.’ É a mensagem que Gabriella da Silva Lia deixa na caixa de comentários da matéria sobre Ricardo. A mona de Paris, imagino, é Babette. O amor da vida de Ricardo, que não consegui encontrar. O maior furo na narrativa da história dele. Escrevo para Gabriella, perguntando se ela pode contar mais, mas não obtenho resposta.

Uma semana depois, outra mensagem chega à caixa de entrada do meu Facebook. Alexandra, uma paraibana que mora em Paris, diz que tem uma pessoa para apresentar e pede meu número de telefone. Dou. Ela manda por WhatsApp mensagens na madrugada de uma sexta: ‘Nunca conheci o Ricardo, mas ouvia falar dele. Quero te mostrar uns áudios de hoje. Ela me autorizou a passar para você’.

Ela então envia gravações de uma voz feminina que diz: ‘Salut, Alê! Ouvi falar dessa matéria. Estou aqui almoçando, numa correria. Cansadíssima!’.

Desconfio que seja Babette, que morou com Ricardo quando ainda era conhecida por Vagner. Pergunto para Alexandra: ‘É o Vagner?’. Ela diz que sim. ‘O Vagner hoje é Vânia.’

Vânia Munhoz, que por oito anos namorou Ricardo, quando ainda se chamava Vagner, existe. Está viva e em Paris. E ainda não leu a matéria. “Vou dar uma olhada assim que tiver um tempinho”, ela promete na mensagem de áudio transmitida por Alexandra.

Dois dias depois, Vânia me adiciona no Facebook.”

voto sorteio

 

Articles View Hits
7754754

We have 887 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro