ALCOVAS DE ALUGUEL 2 (CAMINHANDO DE MÃOS DADAS... 2021)

JUSTINE

Era só uma caminhada

Tinha sido um domingo do jeito que a moça gosta.

Almoço preparado como manda o cardápio, regado à cervejinha trincada de gelada, ao som, playlist daquela que tem quase tudo o que gosta-se. Tal qual a atual fase da vida em que ela estava, e que agora parecia um pouco mais iluminada deste que o cabra apareceu.

Para fechar o dia relax, a moça pensou somente em caminhar ao pôr do sol. “Somente uma caminhada”. Ligou pra ele, e o convidou despretensiosamente. A resposta foi simples;

“Estamos marcados, vamos nos falando!”

Na hora marcada, lá estava ele com o seu carro encarnado esperando na saída do metrô. Combinaram que fariam a caminhada pelo parque do bairro, antes passariam em uma padaria e comprariam o lanche para o após treino.

Deixaram o carro em um ponto estratégico e fizeram à jornada de mãos dadas, ele contava histórias das quadras e das conversas de família. Ela a tudo ouvia, montando cenas mescladas na paisagem.

A casa dele é um santuário de lembranças, artes, com um jardim maravilhoso.

Assistiram ao pôr do sol cheios de atenção um para com o outro, a cafeína deu o pontapé aos calores que despontariam em seguida.

No jardim, o crepúsculo iluminado por uma lua gigante resplandecia nas águas tranquilas da imensa piscina, dava o tom de ópera rock que se desenvolveria naquela noite.

O carinho e o romantismo cederam aos beijos e amasso urgentes, às mãos cheias de volúpia e volumes.

A moça não conseguiu conter-se e lá mesmo, sob a penumbra do jardim, buscou ardentemente o corpo do macho faminto que se deixava passível e o lambeu ardentemente.

O som da cascata, ladeada por querubins nus e nada angelicais, os alertava que não estavam a sós; a qualquer momento poderia aparecer testemunhas para aqueles atos libidinosos no jardim virgem.

Ela não se sentia á vontade para concretizar a sua paixão naquela casa povoada de nostalgia.

Ela é Fênix, e precisa bater as suas asas. Partiram rumo a mais uma autoestrada.

A alcova de aluguel escolhida foi o Motel Play Time, às margens da BR 060, na região de Taguatinga.

Já na garagem, a comodidade do toldo elétrico.

Ao adentrarem no recinto, a fechadura eletrônica estartava todas as funcionalidades do quarto como som, luzes, áudio e vídeo.

Perceberam que se tratava de lugar com requintes em relação às experiências anteriores. Primor muito aquém dos dez reais acima do preço que pagaram na última.

A suíte cuidada e muito limpa ostentava lençóis de vários fios, cadeiras de designer elegante, uma saleta de jantar em separado, réplicas de obras de arte postas estrategicamente acima da cama redonda com o teto espelhado de todo motel.

No frigobar, uma variedade de bebidas e petiscos em um cardápio de cozinha bem montado, de bom gosto, e com preços em conta. Havia brinquedinhos e o kit higiene completíssimo... e, não deixou em nada a desejar.

Entre os muitos canais de som disponíveis, optaram por uma trilha do velho e conhecido rock nacional dos anos 80.

Os ânimos, que foram arrefecidos no caminho do cenário, voltaram à fervura, até porque não precisava de muito esforço para ebulir.

A impaciência das bocas entreabertas buscando os lábios que proferem beijos lentos e delicados e culminam em lascivas confissões de desejo ardente deram o inicial a mais uma partilha de amor e muiiiitooooo sexo, sem drogas.

Que comecem os jogos!

Não era um certame de competição, e sim, de quem ganhava mais ou quem promovia a maior saciedade ao outro.

Entre eles, há uma eletricidade incendiária, louca, abrasiva.

A picardia os acolhe.

Quanto mais se entregam à loucura, mais o desejo, a excitação explode entre eles.

Chegaram ao êxtase uma, duas, três vezes e o fogo não arrefecia.

Refrescaram-se no banho tépido de águas torrenciais que está disponível na suíte.

Esfregaram os corpos um do outro como quem cuida do mais caro tesouro encontrado.

Voltam ao leito para mais uma sessão de deleite.

Naquele domingo, não houve a companhia de Bacco, Morpheu também não compareceu ao evento, somente ela, a Deusa Vênus se fez presente enfeitiçando esse casal que se sacia nas câmaras locadas para o prazer.

nua 2

Justine de Sade

ALCOVAS DE ALUGUEL

Motel Playtime -  CSG quadra 17 Lote 1 - Taguatinga, Brasília - DF

Telefone: (61) 3356-2121

Articles View Hits
9139104

We have 851 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro