Snif! Hunf! Suspirei...


 
 

 
 
Snif! Hunf! Suspirei... Nestes dias ando soltando suspiros, não é mais o suspiro da paixão, nem o suspiro do alívio, muito menos o da tristeza. É o suspiro da satisfação, da criação da identidade e do resgate da essência. Estou satisfeita por viver um dia de cada vez. De forma relutante, ando aprendendo que paciência não está só nos conselhos das tias puritanas, e que satisfação vai muito além do que ter mais de cem curtidas no Facebook, ou pré definir um look pra balada. O negócio é que agora eu deito na minha rede, beijo o focinho da minha cachorra, assisto a reprise de ‘‘O cravo e a Rosa’’, dou um longo suspiro e me sinto como uma matriarca: já cumpri as obrigações que me assolavam e já guardei no coração, todas as sensações boas vividas. Posso estar sendo pretenciosa, mas nesse momento me sinto leve como uma pluma! Tão sem grilos que dançaria na frente de todo mundo, esquisitona como sou, aquelas músicas clichês de colação de grau, tipo ‘‘Viva la vida’’ ou ‘‘Já sei namorar’’. Mas que fique claro: não abro mão que toque ‘‘Do I wanna know’’. Com o suspiro quase virando um tique nervoso concluo: Quando eu puser a cabeça no travesseiro, sei que vou acordar diferente, assim como fiz nesses últimos 364 dias. Então pra quê fazer pedidos ou promessas?! Snif! Que venha o que vier. Hunf! Aguardo paciente meu destino. 
 
texto de Ana Luíza Meneses 
Articles View Hits
7840047

We have 776 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro