Falta de atenção na sexta-feira

 
Falta de atenção na sexta-feira
 
 
por Rodrigo Souves, cronista da cidade satélite do Gama
 
Bom dia senhora, trabalha aqui?
Sim, sou a dona da borracharia.
Ah tá, eu havia vindo aqui na sexta feira e paguei R$ 15,00, o funcionário que não está aqui no momento disse que havia um preguinho ou parafuso dentro do pneu e que teria de ser remendo interno, hoje de manhã murcho desse jeito.
Ah tá, vou olhar pro senhor tá bom? ... Olha, tem um prego aqui, o remendo tá do outro lado, é outro prego.
 
Só cinco reais no bolso, dúvida quanto ao procedimento
 
                A senhora tem certeza?
                Vou mostrar pro senhor, vamos aqui no sol... Eliel, vem aqui ver prá mim, não tô achando o remendo.
                Não tem remendo aqui não, ele veio mesmo na sexta feira, não fui eu que fiz o serviço.
                Era o último dia do sujeito? Agora está explicado, ele só calibrou meu pneu e disse que eu poderia voltar, que desonesto.
                Safado, o senhor pode esperar um pouquinho, ele vai fazer agora pro senhor, só um pouquinho.
 
Impressionado com a mulher magrinha e forte que havia levantado o carro com o macaco hidráulico, tirado os parafusos da roda e veementemente negado a ajuda oferecida “não, tô acostumada já”, trabalhado a máquina e passado muita vaselina industrial no teimoso pneu que não saia, não se importa em esperar, por fim, uma agradecida despedida.
 
                Obrigado o senhor, cuida dessa princesinha.
 
A pequenina de dentro do carro sorri e diz
 
                Pai, não deixa ela levantar o carro mais não.
Articles View Hits
7843305

We have 1396 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro