John Lennon: A Biografia - Capítulo II

lennon37

JOHN LENNON: ARQUIVOS NUNCA VISTOS
A Biografia de John Lennon - Capítulo II
Escrito por  Marie Clayton e Gareth Thomas
Tradução e adaptação de Antonio Celso Barbieri

 

1964: “You know I feel alright”

Em 1964 depois de conquistarem o Reino Unido alcançando um sucesso fenomenal, Os Beatles estavam prontos para conquistarem os Estados Unidos. Nem um outro grupo inglês tinha conseguido esta proeza mas John, Paul, George e Ringo estavam determinados a mudar as coisas. Em fevereiro suas gravações já estavam subindo nas paradas norte americanas e, no momento certo, a banda desembarcou na terra do Tio Sam para aparecer no famoso programa The Ed Sullivan Show e também para fazer apresentações no Washington Coliseum e Carnegie Hall. A America já havia sucumbido à Beatlemania e a banda recebeu uma recepção loucamente calorosa no aeroporto John F. Kennedy.

lennon24
Os Beatles apresentam-se no The Ed Sullivan Show

lennon25
Os Beatles no seu primeiro concerto Norte Americano para mais ou menos 20.000 pessoas no Washington Coliseum. Durante o show Ringo foi bobardeado por jujubas porque numa entrevista anterior John Lennon disse que Ringo gostava muito delas e não vivia sem. (para quem não sabe jujuba é um docinho, tipo balinhas coridas)

lennon26
O segundo concerto foi no Carnegie Hall onde a banda foi recebida por milhares de fãs gritando. Eles já tinham visto a mesma histeria antes mas nunca nestas dimensões.

Além de visitar Nova York e Washington, o grupo ainda passou alguns dias em Miami onde eles não só apareceram novamente no programa The Ed Sullivan Show como também gravaram um terceiro número para ser apresentado mais tarde. Ainda em Miami, a banda conseguiu uns dias para relaxar e descansar. Todo lugar que eles visitavam, agora as cenas familiares de pandemônio se repetiam pois os fãs americanos ficavam loucos.

lennon22
Em um passeio pelo Central Park em Nova York, Ringo e Lennon dividem as rédeas enquanto Paul dá uma de diretor de operações.

lennon23
Em USA, o inverno bravo até permitiu que fosse feito uma rápida guerrinha de gelo bem ao estilo The Beatles.

lennon27
Nos Estados Unidos, Os Beatles atenderam muitas ligações da imprensa mas desconheciam que muitas das suas entrevistas estavam sendo transmitidas ao vivo pelas rádios. Quando Brian Epstein descobriu que John Lennon e outros membros da banda estavam sem saber dando valiosas entrevistas gratuitamente, imediatamente interrompeu a coisa.

lennon31
Um ensaio da banda em Miami.

A banda encontrou-se com Cassius Clay que estava também em Miami preparando-se para lutar contra Sonny Liston pelo título mundial dos pesos pesados. Como era de se esperar o John brincou com a sorte fazendo um comentário esperto sobre o campeão do boxe mas para sorte dele Cassius Clay levou tudo na brincadeira.

lennon30
Cassius Clay fez uma concessão dizendo que ele era o "melhor" mas Os Beatles os mais bonitos!

lennon28
Ainda em Miami a banda achou um tempinho para ir à praia...

lennon33

...e num luxuoso iate navegar pela costa.

Depois desta breve visita aos Estados Unidos, o grupo retornou para casa para, no Twickenham Studios, começar trabalhar no seu primeiro filme A Hard Day’s Night. A história do filme foi baseada nos acontecimentos das suas próprias vidas, um tipo de documentário fictício mostrando a vida louca das mais famosas estrelas do pop. A idéia surgiu de um comentário que John Lennon fez sobre a visita que eles tinham feito à Suécia onde, não tinham conseguido ver nada do país. Muitas cenas foram filmadas fora do estúdio o que criou um problema logístico tremendo porque não importava onde estivessem filmando centenas e centenas de fãs apareciam e atrapalhavam tudo. Durante muitas semanas o filme teve apenas um nome provisório mas, depois que Ringo Starr usou a frase “a hard day’s night” comentando uma noite dura que tiveram ficou claro que este era o nome perfeito para o filme. A canção título do filme, mais uma composição da dupla Lennon-McCartney, foi cantada por John Lennon. Apesar do filme ser em branco e preto, ele foi um sucesso imediato e o LP com a trilha sonora subiu rapidamente para o topo das paradas do Reino Unido.

John Lennon além de compor, nas suas horas vagas vivia sempre escrevendo poesia, textos ou simplesmente “rabiscando”. Ele já tinha tido vários artigos publicados e até escrito uma coluna, usando o nome Beatcomber em um jornal de Liverpool chamado Mersey Beat. Em 23 de março de 1964 uma parte do seu trabalho foi publicado por Jonathan Cape resultando no livro intitulado In His Own Write (Na Sua Própria Escrita). O livro não só recebeu boas críticas mas transformou-se num best-seller chegando ao topo das vendas. Em abril um almoço literário em homenagem à John Lennon foi organizado pela famosa livraria Foyles no Dorchester Hotel em Londres. Neste tipo de evento, era esperado que o convidado de honra fizesse um longo discurso mas John Lennon decepcionou todo mundo com uma fala ácida que durou exatamente 5 segundos dizendo: “Obrigado, vocês tem umas caras de felizardos.” Muitos dos convidados ficaram decepcionados. Mais tarde John confessaria que ele estava paralisado de pavor e não estava em condições de fazer discursos.

lennon32
John Lennon mostra seu livro "His Own Write". Logo John estaria trabalhando no próximo chamado "A Spaniard in the Works".

O suplemento literário do jornal The Times comentou que o livro “era digno da atenção de qualquer pessoa que estivesse com medo de que a língua inglesa e a criatividade britânica estivesse empobrecendo.” Na realidade o livro era a continuação de outro chamado The Daily Howl (O Uivo Diário), uma coleção de textos e versos aleatórios que John tinha escrito ainda quando estava na escola Quarry Bank demonstrando seu amor e talento para palavra escrita.

Em maio a banda conseguiu tirar 1 mês de férias. Fazia um bom tempo que o povo não conseguia umas férias de verdade. Agora eles estavam prontos para a sua primeira turnê mundial. Eles fariam 32 concertos pela Europa, Austrália e Nova Zelândia, tudo em 90 dias. Um dia antes da partida, Ringo Starr desmaiou durante uma sessão fotográfica e foi levado para o hospital sofrendo de uma conjunção de amigdalite e faringite. Como a turnê já estava marcada e não podia ser adiada, Ringo foi rapidamente substituído por Jimmy Nicol, um baterista de estúdio muito experiente. Felizmente, Ringo recuperou-se em tempo para juntar-se ao grupo em Melbourne e, tocar o resto da turnê.

Duas semanas antes de começarem esta turnê, John Lennon telefonou para a Tia Mimi e convidou-a à vir junto e, portanto na Nova Zelândia ela fez questão que John Lennon conhecesse seus parentes. John não os conhecia pois, eles tinham deixado Liverpool para serem fazendeiros muito antes do seu nascimento.

A Beatlemania seguia a banda onde eles aparecessem e não era só nos shows. Onde o avião parasse para abastecer, mesmo no meio da noite e nos lugares mais remotos, como num passe de mágica, uma multidão de fãs apareciam gritando. Muito embora no começo, a fama e os fãs fosse motivo de felicidade, logo toda esta atenção deixou de ser brincadeira.

Levar a banda de um teatro ou clube para outro tornou-se um pesadelo e quando estavam dentro do lugar tinham que ficar escondidos dentro do camarim prisioneiros da sua própria fama. No palco, a banda tinha que ficar desviando-se o tempo todo para não serem atingidos pelos presentes e doces atirados pelos fãs. A gritaria era tanta que cobria o som da banda. John Lennon era um dos que mais ressentidos e, já estava começando achar que os shows não tinham sentido porque segundo ele a reação dos fãs não tinha nada à ver com a música que eles estavam tocando. No palco, muitas vezes John nem se importava de cantar, fazendo mímica, somente abrindo e fechando a boca porque, segundo a sua lógica, de qualquer forma, ninguém ia conseguir ouvi–lo mesmo. Concertos transformaram-se numa rotina hipnótica consistindo em chegar numa cidade, ser levado escondido para o lugar do show, fazer o show, ser empurrado para dentro de uma perua que sairá em disparada até um hotel próximo para dormirem e começarem tudo de novo no próximo dia. John e os outros músicos não podiam sair em público e suas residências viviam cercadas de fãs. Qualquer coisa em suas residências que não estivesse firmemente fixada era roubada como souvenir.

Em julho os quatro Beatles compareceram num evento para de caridade para lançamento mundial do filme A Hard Day’s Night no London Pavilion e causaram cenas de puro caos no centro de Londres. Lennon não gostava de multidões. Ele falou para vários jornalistas que ele não gostava de ficar cercado por muita gente. Como ele tinha dificuldades para ver as coisas próximas e tinha sempre muitos problemas com as lentes de contato que agora ele andava usando, muitas vezes ele não sabia quantas pessoas estavam à sua volta e isto o assustava.

Como confirmação de como realmente a banda tinha ficado famosa, a segunda mostra do filme em Liverpool foi seguida por uma recepção no Liverpool Town Hall, o prédio da prefeitura local. Milhares de pessoas compareceram mas, o que mais surpreendeu John Lennon foi saber que sua antiga casa tinha transformado-se num centro de peregrinação de fãs. Sua tia Mimi ainda vivia lá sozinha. Ela aceitou bem as constantes invasões da sua privacidade. Mimi preocupava-se com os fãs e, se via que eles pareciam estar com fome ou frio, às vezes, convidava-os para entrar e tomarem uma xícara de chá.

Muito embora John Lennon já fosse um milionário, ele e Cynthia ainda não tinham sua casa própria. No começo, principalmente à pedido de Brian Eptein, sua esposa Cynthia e seu filho Julian foram deliberadamente mantidos escondidos do grande público porque Brian tinha medo que se os fãs soubessem, perderiam interesse na banda. A verdade é que, o segredo inevitavelmente veio à público e não fez a menor diferença.

lennon35
John Lennon e Cynthia dentro do carro assediados pelos fãs
.

lennon36
Julian Lennon com quase 1 ano de idade. O nome Julian foi dado em homenagem à Julia, mãe de John Lennon.

O apartamento onde viviam no lado oeste de Londres vivia constantemente cercado de fãs. Então, em agosto de 1965, John Lennon comprou a mansão Kenwood em Weybridge, um lugar que oferecia um pouco mais de privacidade.

lennon34
Desde que mudaram-se de Liverpool, John Lennon e Cynthia estavam vivendo em um apartamento no bairro de Kensington em Londres. Com John viajando o tempo todo, Cynthia tinha que ficar só com seu filho Julian e sentia-se desconfortável com o imóvel sendo cercado pelos fãs o tempo todo. Portanto John comprou a mansão Kenwood no estilo Tudor em St George's Hill em Weybridge na região de Surrey.

 

Como dinheiro não era mais problema John redecorou o lugar e instalou uma piscina além, de fazer várias outras mudanças na propriedade. Ele acabou gastando mais do que o dobro do que ele tinha pago pela propriedade. George e Ringo moravam por perto mas Paul preferiu ficar no centro de Londres comprando mais tarde, uma casa em St John’s Wood.

Depois de mais alguns shows britânicos e outra pequena turnê pela Suécia, em agosto Os Beatles começaram a sua grande turnê pelos Estados Unidos. Foram 32 shows em 24 cidades durante 34 dias com a banda praticamente viajando o tempo todo. Novamente eles quase nada viram à não ser legiões de fãs loucas gritando.

Mesmo assim, um importante momento da turnê foi o encontro com Bob Dylan. John admirava Bob Dylan e até tinha composto várias músicas no estilo dele. Apesar do fato do John admirar Dylan e, até mais tarde ter convidado Dylan para visitar sua mansão em Weybridge, os dois tinham um temperamento muito forte para poderem realmente serem grande amigos. Diz a lenda, que foi Bob Dylan que primeiramente apresentou a maconha aos Beatles. Em Hamburgo Os Beatles bebiam muito e até tomaram Preludin, um estimulante mais fraco do que as anfetaminas. De qualquer, forma John Lennon rapidamente virou um grande adepto da maconha. Ele gostava de um “fuminho”.

Quando Os Beatles voltaram da turnê em USA para serem recepcionados outra vez pelas já comuns cenas histéricas no aeroporto de Londres, o Primeiro Ministro Sir Alec Douglas-Home classificou-os com “o nosso melhor produto de exportação” e “uma contribuição muito boa para a nossa balança de pagamentos”.

Somente 4 anos antes John Lennon tinha sido um estudante de arte sem nenhum tostão no bolso. Agora ele era um milionário, a mais famosa estrela do pop, desejado e procurado por garotas, viúvas, lordes e políticos importantes. ??Entretanto, assim como os outro Beatles, John Lennon odiava ser enfileirado na frente de dignitários e, mais do que tudo, ele odiava a idéia de que o que ele tinha começado como uma banda de rock’n’roll agora era uma indústria.

lennon29
John Lennon faz média com a nobreza discutindo literatura com o marido da Rainha Elizabeth, o Duque de Edimburgo.

Na época, John Lennon desabafou com um músico dizendo que ele sentia-se muito desconfortável com esta situação e que parecia que ele tinha vendido a sua alma para o diabo.

Capítulo III
1965: “Help me get my feet back on the ground”

Nota do Barbieri: Sou muito agradecido pelos elogios e palavras de carinho. O terceiro capítulo desta biografia ainda está sendo escrito. Como sempre, o vosso incentivo é fundamental e, um grande estímulo para que eu continue escrevendo.
Articles View Hits
7840281

We have 718 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro