CARNAVAL (PAULÃO DE VARADERO)

CARNAVAL


Varadero

 


Eu sou Paulão o profeta-poeta do terror
Que a Laranja Mecânica não anunciou
Que sabia que as torres gêmeas iam cair
E que o Morro do Bumba iria bombar
Os barracos nas encostas iriam descer
Nas avalanches de verão anunciadas
Com as águas de março ou de janeiro
Há quinhentos anos , em todo o Brasil
Eu sou o profeta-poeta do horror
Que goza com a derrota do torcedor-sofredor


Lembrai-vos poetas e enamorados
Das flores, das rosas, das dálias e margaridas
Mas não vos esqueçais dos cravos, das feridas
Dos cortejos, dos enterros e defuntos fedidos
Exaltai poetas a lira, a lua, o luar , as estrelas
Sobretudo ao brilharem no céu das favelas
Com metralhas, narcotráfico, balas-perdidas
E os meninos soltando pipa, trombeteando
Como o arcanjo Gabriel, a subida da polícia
Ou será que é a milícia que veio tomar o morro?


Gregório de Matos Guerra, o vate “Boca do Inferno”
Não anteviu essa guerra, não profetizou esse inferno
“Triste Brasil, ó quão dessemelhante
tantos traficantes tua politicalha tem tocado
Tanto comércio e tanto comerciante globalizado”
A poesia Gregório, é o Olodum incendiando a Bahia
Os Filhos de Gandi, de branco, desfilando no Pelô
O Pacotão na contramão, desvirginando a avenida
Execrando e exorcizando os “faraós-embalsamados”


Mas todo esse terror não pode ser poesia, Paulão
Não tem versos alexandrinos, nem redondilha maior
Não tem rima rica, não tem lirismo, flores , girassóis
Não tem métrica, nem antinomia, só tem ignomínia
Sem quimera, sem utopia, sem metáfora, sem alegria
Paulão, esse poema não pode sair na antologia!
Mas eu vi a mãe abandonada abandonar seu filho
Enquanto o menino chorava e implorava pra ficar
Será que Deus não está nem aí?
Ou a poesia seria apenas tão somente perfumaria?

 

As borboletas voam e revoam por todo o planeta
Barack Obama é negro , é um presidente bacana
E só joga bomba quando tá procurando o Osama
Bin Laden brinca de cabra-cega e pique-esconde
Onde está Willy? Bomba, bomba, bomba,bomba!
Os imbecis dos poetas-profetas são uns pessimistas
Pensam talvez que a morte não  seja a melhor saída
A morte é que aumenta as ações no mercado da vida
Por isso, o Ileayê, o batuque do Olodum tem poesia, meu irmão
Os Filhos de Gandi e o Pacotão, na avenida W-3, na contramão!

Articles View Hits
7840077

We have 765 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro