MALDITOS TECLADOS BAILARINOS

Juca nasceu, foi registrado, catalogado, numerado… Já era considerado alguém perante…
Perante a quem?
Juca cresceu, continuou acumulando números, papéis, registros e protocolos
Ganhou até crachá
Um dia Juca morreu
Continuaram na busca por certificados, números, registros e oficializações
Tudo para Juca ser alguém mesmo depois de morto
Nunca poderia deixar de ser alguém / Indigente nunca
Fez tudo como dizia o manual
O mais triste é que Juca se foi sem ao menos saber quem era

Fabio da Silva Barbosa

teclados

Enviando em anexo algumas imagens legais que rolaram nos últimos dias para a galera que acompanha o trampo.
Começando com um vídeo do mano Beto Punk (Real Punk de Favela de Porto Alegre) divulgando o Reboco Caído em um sinal da cidade. Valeu, Beto. Você é de verdade, mano. Valeu também ao grande Paulo Didi que registrou o lance. Fiquei bem feliz de ver isso aí. Apoio mútuo sempre.
Na sequência a imagem da minha coluna no blog do Coletive (https://coletivearts.blogspot.com/). A ideia é além dos meus escritos que volta e meia aparecem ilustrados por algum artista do ColetiveArts, agora toda quinta sairá um pequeno escrito nesta singela coluna chamada Malditos Teclados Bailarinos. O primeiro irá ao ar nesta quinta ( 03/10).
E por último o Fabuloso Metal Reunion mais uma vez abrindo espaço para o Reboco Caído anunciando a última edição que passei a versão digital faz um ou dois dias (ou algo do tipo). Em breve estarão indo as versões impressas pelo correio.
Beijos em todos os insanos que mantem contato e estão juntos pela caminhada.
Se ajustar a essa bosta aí... NUNCA!!!!
Após enviar pela lista de e-mail vou dormir para curar o porre do dia.
Amanhã tem mais.
Ou não?

(Fábio Silva Barbosa)

Contato: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.  

Articles View Hits
8029922

We have 1096 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro