Coisa De Fã: José Claudenir (PR-2021)

zclaudenir

 Claudenir é um artesão que voou das páginas dos quadrinhos para a maravilhosa produção própria de  telas. Criou o um novo espaço para os talentosos se manifestarem. E galgou terreno. Ele manteve a sua fé no momento mais difícil e abriu mão do que consumia. José Claudenir não perdeu a autoconfiança e passou a interagir com as pessoas, sempre acreditando na boa índole delas.

 Pirado

 Sou fã dos livros de realismo fantástico e de gibis. O coração do rato de sebo acelerava cada vez que encontrava algo diferente. Pirava! (Claudenir)

 Cite alguns livros de ocultismo e de realismo fantástico que você leu? Qual o seu autor preferido?

 E dos gibis quais os que você mais curte e por que?

Claudenir –  Robert Charroux (meu autor preferido), Charles Berlitz, Jacques Bergier, Zecharia Sitchin, Fulcanelli etc...
Gibis da editora Bloch: Conan, Namor, Hulk. Aliás todos os gibis da editora Bloch. E Tex, da Vecchi!

Como anda a ideia do sebo? e como são vendidas as revistas?

Claudenir – Estou comprando livros e gibis, quando encontro preço bom, com possibilidade de lucro, a ideia continua viva em montar um sebo para a minha filha, talvez atrase, pois, ela está grávida. Serei avô pela primeira vez, um garoto virá.

coisadefan

ART-TELAS ALBUQUERQUE COMEÇARAM NO FINAL DOS ANOS 80

As Art-telas Albuquerque começaram a serem esboçadas no final da década de 80.

Minha vontade inicial era desenhar HQs, pois ainda sou fã das editoras Bloch e Vecchi Procurei fazer o curso de desenho, com um artista plástico, excelente professor Silva que não era desenhista. Fiz alguns meses de pintura em tela. Não era a minha praia. Nesta época, eu cultivava uma horta para as despesas básicas. Vivia apertado e nas conversas semanais, o Prof. Silva, me falou do mercado, das possibilidades e da falta de materiais como as telas e as tintas etc. Logo de saída, vi uma oportunidade, ele também deu dicas. Comprei o sonho, comprei os livros que encontrei sobre pintura, como confeccionar telas. Depois de meses tentando e errando, encontrei uma pequena loja (Livraria Triângulo) que ficava na Celso Garcia Cid, área central, de Londrina. Foram os primeiros a se dispor, um espaço em consignação para que eu colocasse algumas telas na loja. A primeira tentativa fracassou, sempre rendendo algum problema. Mas nunca deixaram de me apoiar, até acertar a mão. Depois de muitas tentativas fracassadas, a tela estava boa. Desse dia em diante, os pedidos começaram lentamente e já me ajudavam. A horta rendia muito pouco. Vendi 100 cabeças de galinhas e duzentas de coelhos. Assim comprei uma serra usada, passei a preparar a madeira em casa e o tecido também.
Durante duas décadas trabalhei exclusivamente para lojas de Londrina e região, em uma espécie de escravidão, então, desanimei, o retorno era pífio, não tinha condições de competir com marcas estabelecidas de telas. Comprava a matéria-prima no comércio local, a varejo. Como não tinha como competir, então decidi vender direto para o consumidor final. O início foi duríssimo, noites em claro, sem clientes. Esperando pelo telefone que nunca tocava. Decidi vender o único automóvel bem antigo que tinha, para pagar as prestações atrasadas da casa que vivo até hoje. Então, do nada começaram as encomendas, esse mercado é bipolar, um dia bom, outro ruim, mas...
Hoje, posso dizer, fui mais longe que sonhei, construí um nome, tenho clientes em quase todos os estados da confederação. Prezo muito pela qualidade, e faço o possível para não deixar um único cliente insatisfeito ou no prejuízo, trabalho de domingo a domingo (inclusive hoje, estou trabalhando). Ninguém fica no prejuízo comigo...Se alguém tiver que perder por algum mal-entendido, que seja a Art-telas Albuquerque!

telak

As Art-telas Albuquerque, somente são comercializadas pela FANPAGE ou pelo whatsapp, e enviadas para todo o território nacional

Articles View Hits
9614419

We have 2036 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro