O ROCK MAIS ROLL DE BRASÍLIA (JORNAL DO GUARÁ)

O ROCK MAIS ROLL DE BRASÍLIA

River Phoenix: “No rock quanto menor você é mais verdadeiro”

Mário Pazcheco para Jornal do Guará
Foto: Joelma Antunes de Sousa

No ano em que uma das bandas mais populares de Brasília, a Aborto Elétrico completa 40 anos de formada, o rock volta a balançar os coretos da capital. O mercado de shows viciados nas carinhas novas e em bandas ‘gringas’ cansadas, se surpreende com a avalanche de rock autoral à luz do dia e dos fatos.

O mercado fonográfico em Brasília está em expansão com lançamentos em vinil pela Lombra Records, o selo possui a própria máquina de corte de vinil e distribui seus produtos pelas capitais. Misto de loja e selo, a Dom Pedro Discos celebra seus artistas em reedições e lançamentos e distribuição de LPs como o da cantora Gaivotas Naves.

Produzir o próprio LP e tê-lo distribuído por um selo maior ligado ao segmento do rock progressivo foi a aposta das bandas Protofonia e Parafernália que ao longo de uma década vem lançando seus trabalhos.

Vigor veterano – o guitarrista Michel Aleixo do trio River Phoenix explica: “Por isso essa nova fase longe das rádios e da ‘fama’ pode ser até melhor para o rock”. Os experientes músicos da River Phoenix cansaram de esperar as coisas acontecerem espontaneamente, a banda prepara-se para exportar para fora do país o seu rock decibel.

No estúdio, na hora da gravação e da mixagem quem sobe o tom são as guitarras. Outra banda veterana, a Cabeça de Praia acaba de completar as gravações de seu EP: “Conhecemos várias bandas autorais de Brasília, com características e estilos diferentes. Já vimos bandas com músicos excepcionais, com letras sem nenhum compromisso, ou preocupação com a situação social e política, e outras com músicos não tão excepcionais, mas com letras inteligentes. No entanto, acredito que não existam regras para se definir o que você deseja transmitir com o seu som, isto é rock and roll. Você pode não gostar de uma banda e outras pessoas acharem fenomenal." (Izamar Mendonça, vocalista da Cabeça de Praia).

Com experiência diversificada nos campos de produção cultural, a aguerrida Banda Rock Brasília dá o tom político do espetáculo: “O cenário está doente por abandono de políticas públicas ao único produto cultural made in DF, o rock.” A Banda Rock Brasília mantém longevas parcerias com seus ídolos como o cantor Murilo Lima que participou em duas faixas do novo CD Água e fogo neles no Zen Studio.

Grande parte dessas bandas costumam se apresentar no Guará em bares e no Sarau Psicodélico e gravam no Estúdio Formiguero na QE 40. (Guará 2 - DF).

Corte Seco, Estado Revoltoso, Desonra, O Dia D, Bagda Mirim, Dentadura, Furmiga Dub, Gatunos, Jaguatirica, Mechanics, Sulfurica Billi, Tértulia na Lua, Valdez, e outros também lançaram ou estão por disponibilizar as suas produções nas plataformas Spotify e no Bandcamp.

materia

 

Articles View Hits
7257534

We have 529 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro