WOODSTOSKO 2019: FOI TOSCO E ÉPICO

woodstosko Foto
do Tutu

"WOODSTOSKO FOI MÍTICO, PONTO." (TIAGO RABELO)
Woodstosko 2019 abandona a realidade material e parte em disparada para o mundo espiritual. Como sempre os ventos da notícia não dedicaram manchetes ao acontecimento, que passado um dia, já é matéria passada. Há esperança de que vídeos das câmeras do celulares circulem pelo hiperespaço.
Tecnicamente, Woodstosko 2019 foi tosco, agora, artísticamente transbordou.

zeblues
ZEZINHO BLUES, O BARDO DA ESTRADA
Eu e José, quando éramos mais toscos ainda do que hoje, imaginamos um festival que ainda não tinha o nome de Woodstosko, mas dentro das nossas cabeças medievais, a gente já idealizava. É muita responsabilidade afirmar que uma apresentação musical foi um festival - o festival reúne o melhor, é uma amostra da alma e se nós conseguimos isso mais uma vez, então, Woodstosko foi festival!

w poesia Fotos do Tutu
CIDA CARVALHO & TORVAX
Foram rápidos e perfeitos na cobertura fotográfica e jornalística deles.
A guerreira Cida Carvalho, veio num modelito que já provocava trombadas. Ela declamou "Democracia" uma poesia que foi escrita especialmente para esse momento que atravessamos. "Democracia" chocou, era puro fio de cobre descascado com lágrimas: " Liberdade, liberdade você nos traz / O tempo não a apagará / O Estado de direito à reinar / O Tempo não a machucará"

w cercados

CERCO A'O DIA D
Ao lado, do baterista e sem camisa, o louco do Zezinho Blues dança artes marciais durante todo o show do quarteto O Dia D. Neste show  punk rock ou hardcore, foi tiro na cara, rápido, ensaiado, mortal e sem balelas. Quando dei por mim, o show já havia acabado, e eles rapidamente desplugaram os seus instrumentos e nem deram chances para o biz. Do cacete! Espertos, fizeram um comentário político, sem citar nomes e mandaram ver: "Morte Laranja", "Rumo aos Caos", "Chão", "Punk Anarquia", "Rumo ao regresso" e "Eu não tenho emprego". Seis petardos do primeiro EP deles.

w iris gris

Iris Gris, teclados e voz, Thomé, contrabaixo e voz, Tiago Rabelo, bateria e voz e  Blavis, guitarra e voz 

BITT, NASCE UMA SUPERBANDA
Instantaneamente, eles migraram para o reino do rock setentista e rapidamente montaram um trio, depois um quarteto e tocaram números de seus mestres à sua maneira, à maneira da Bitt! (Blavis, Iris, Tiago e Thomé)

LYA, COMEÇANDO DE NOVO

w lya

A cantora e guitarrista Lya, sabe o que quer e o que está fazendo. Missão bem conduzida pelo Victor na bateria e o baixista barbudo com uma jaqueta do exército psidecodelico.

Não tenho dúvidas de que Lya  e a "cozinha" estejam à procura de uma chuva de novas canções.

Corajosa, Lya terminou a noite com música do próprio punho e ainda tocaram as conhecidas "Don't let me go" e a baladíssima, "Want you so bad". 

w mais lama

A GENEROSA, BANDA MAIS LAMA
Só Deus sabe como a Banda Mais Lama foi generosa nessa noite. Covers do The Stooges. Rock Brasília anos 90s. Muito do rock nostálgico e suado que rola aqui em casa é cortesia, doação e participação apaixonada deles. Banda Mais Lama, faz diferença, faz diferente. A Banda Mais Lama foi muito festejada.

w blues

GUARIROBA BLUES BATE PESADO
Fartura de clássicos do rock nacional dos anos 70 de O Terço, Made in Brazil, Som Nosso de Cada Dia e outros mestres brasileiros do blues, como Celso Blues Boy. Canções próprias. Teve um momento que chegou a ser insano.

LU BLUES, FOGO DE PALCO, PAIXÃO PELO BLUES & GUARIROBA BLUES, O MOINHO
O encontro da cantora, Lu Blues com a banda Guariroba Blues foi bruto, foi incendiário. Foi nocauteante.
A Guariroba Blues recebeu, Lu Blues acompanha por Luíz Pacheco no teclados,  numa noite de redenção. Nos sempre nos lembraremos de "Crossroads", "Baby, what you want me do?", "The Sky is crying" e "Honky tonk women". Lu Blues, Luis e a Guariroba Blues se entenderam e deixaram um gostinho de quero mais.

Woodstosko foi sustentado pela fibra e participação feminina. Lya deu cara de festival ao festival. E, Lu Blues com certeza estava ungida pela grande apresentação de Janis Joplin em Woodstock.

w paz

Woodstosko 2019 foi encerrado em clima de união, gratidão e pedindo paz, quando o tecladista Iris Gris fez uma versão instrumental de "Imagine" cantada pelos presentes. Burilado em meio à crise,  Woodstosko 2019 construiu o seu próprio caminho para não ser devorado. Produção pesada que assino com os amigos que vieram viver e participar, principalmente os amigos dos tempos da UVA. Aos mais novos peço mais dedicação, suor. Agradeço na base da humildade e com os olhos fincados no amanhã.

QUEM FOI PARAR EM WOODSTOSKO

w professoras

As professoras são as madrinhas de Woodstosko

w carla

Compareceram os amigos de primeria hora 

68918964 2377770672317908 8009355279592325120 n

O promotor, o grafiteiro e o tecladista ou o trio pica da galáxias (kkk)

 

w bitt

"Sobre o texto do site, o tosco é o adjetivo gentil pros nossos tempos, Woodstosko foi épico na sua grandeza correta, o coreto dos amigos, o abrigo dos dispostos, sem espaço pra egolatria desvairada, pra politica e no fim das contas ficou o registro da alma, que é o mais valioso." (TIAGO RABELO)

 

Articles View Hits
8025124

We have 8607 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro