Rolando Castello Jr: Viradas & Levadas

junior
Teatro do Guará - 28 abr. / 2010
Quarta – 19h00min:
Oficina de Bateria com Rolando Castello Júnior


No programa desta mesma noite: Caminhada da Lua, apresentação de Arthur Moreira Lima, partida de futebol entre os dois times de maior torcida no Brasil e  viradas e levadas de bateria.

Uma vez que o seu ídolo de adolescência e da vida toda está há poucas quadras da sua casa seria uma ingratidão não vê-lo.

Muitos tambores foram ouvidos desde o alvorecer da humanidade até Gene Krupa e Buddy Rich se sentirem grandes estrelas tocando jazz com orquestra, ainda nos anos trinta do século passado. Desde então a bateria se tornou popular.

Nesta noite, a aula  solitária apresentada e tocada por Rolando Castello Júnior   privilegiou  a pesquisa histórica e pictórica dos pioneiros e suas necessidades profissionais para expandir o repertório de timbres e peças da bateria.

Em constante evolução até chegar ao acrílico, às peles hidráulicas e à bateria eletrônica. É evidente a opção pelo trabalho dos grandes bateristas das décadas de 60 & 70 e pelo som acústico.

Num par de horas, Rolando, professor e baterista; conduz explicações fartamente apoiadas em sete (7) grandes banners com as efígies de quase cinqüenta bateristas e fotos das marcas mais marcantes da história das baterias nomes como  Slingerland ou Ludwig. Fica claro o que realmente significa tocar bateria.

Sentado à bateria Rolando utiliza seu  repertório para expor aos interessados como  pode-se  criar o próprio material adaptado e criado através das inovações consolidadas por bateristas criativos como Ian Paice, Carmine Appice ou  sólidos como Buddy Miles ou rápidos como Buddy Rich.

Ele ainda mescla informações e passagens dos grandes bateristas do jazz-rock que transgrediram e ultrapassaram as barreiras do rock. Também fica claro que grande parte do talento de Rolando Castello Júnior é natural e intuitivo. Ele gosta de Don Brewer do Grand Funk e nós gostamos de Cork Laing do Mountain.

Rolando Castello Júnior também expõe apaixonadamente sobre os pioneiros do seu  instrumento no rock nacional fazendo  elogios a Franklin Paolillo, que trabalhou o som do Made in Brazil e gravou o LP “Fruto Proibido” de Rita Lee e Iggor Cavalera como destaque atual.

Sempre carismático e atencioso, este eterno cabeludo e selvagem amante da bateria acrescenta mais uma  cidade sonolenta no seu destino.

Volte Júnior, volte sempre!

Garotos e Garotas de todas as idades de ouvidos ligados nos quarenta anos  de  experiência de Rolando Castello Júnior como músico profissional tocando rock duro pelo Brasil.

oficina

Zappa, ?, Flamenguista, filho do Neto; Fuíca pai de Flávia & Flora, Neto & Júnior; Ana Luíza e Tomé
Produção do Teatro:  Luciano 
Produção & Fotografia: Marta Benévolo

Não deixe de visitar www.rolandorock.com

Articles View Hits
7842829

We have 2499 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro