Parceiros musicais de Jimi Hendrix (R.I.P)

Mitch Mitchell, baterista de Jimi Hendrix, morre aos 62 anos
Ele foi encontrado morto em seu quarto de hotel em Portland, nos Estados Unidos
Cidade era a última parada da turnê 'Experience Hendrix'.

Da Reuters
 

 

13 nov. / 2008 - O baterista Mitch Mitchell, baterista que toucou com Jimi Hendrix na banda The Jimi Hendrix Experience nos anos 1960, morreu nesta quarta-feira (12), aos 62 anos de idade.

Mitchell foi encontrado morto em seu quarto de hotel em Portland, Oregon. Um porta-voz do instituto médico legal do condado de Multnomah disse que ele aparentemente morreu por causas naturais, embora um laudo formal ainda não tenha sido divulgado.

Portland era a última parada de 18 cidades norte-americanas pelas quais passou uma turnê "Experience Hendrix", série de shows que celebra o legado do ícone do rock.

"Estamos todos desolados com a morte de Mitch. Ele era um homem maravilhoso, um músico brilhante e um amigo de verdade", disse a irmã de Hendrix, Janie Hendrix, em um comunicado.

"Seu papel em dar forma ao som do 'Jimi Hendrix Experience' não pode ser subestimado", disse. "Ao longo desta turnê, ele parecia encantado com a troca com outros músicos e o público. Não há dúvidas de que ele fazia o que amava".

Fusion 

Nascido na Grã-Bretanha, Mitchell começou como ator mirim, mas abandonou a carreira para fazer jazz e rock. Ele se juntou ao The Jimi Hendrix Experience em 1966 e tocou com o roqueiro durante sua apresentação lendária em Woodstock, três anos depois.

Ele também tocou bateria em clássicos como Fire, Manic depression e Third stone from the sun.

Mitchell também ajudou a criar o estilo de bateria "fusion", que combina rock e jazz, e foi influenciado por gigantes do jazz como Elvin Jones e Max Roach. O estilo fez da bateria a estrela das músicas, criando um conceito inovador para o rock 'n roll.

Hendrix --compositor, guitarrista e showman-- foi um pioneiro da cena psicodélica dos anos 1960 e morreu em setembro de 1970, aos 27 anos.

 


Mitch Mitchell, baterista de Jimi Hendrix, morre nos Estados Unidos
 Agencia Estado

13 nov. / 2008 - Mitch Mitchell, baterista da lendária banda de Jimi Hendrix nos anos 1960, a Jimi Hendrix Experience, foi encontrado morto ontem em seu quarto de hotel em Portland, nos Estados Unidos. Aparentemente, a morte foi por causas naturais e o corpo pode passar por uma autópsia. O baterista tinha 61 anos e foi o último da banda a morrer. O guitarrista Jimi Hendrix morreu em 1970, e o baixista Noel Redding em 2003.

Nascido em 9 de julho de 1947, em Ealing, na Inglaterra, Mitchell mostrou grande vigor no álbum de estréia da banda, "Are You Experienced?", lançado em 1967, e também em "Axis: Bold As Love", e "Eletric Ladyland". Considerado um dos bateristas mais versáteis do rock, ele tinha um estilo explosivo de tocar que pode ser percebido em canções pesadas como Fire e Manic Depression.

Mitchell havia se apresentado na última sexta-feira em Portland, na turnê Experience Hendrix Tour, que tinha o objetivo de reunir músicos que conheciam Hendrix, como o próprio Mitchell, e também artistas mais novos, como o guitarrista vencedor do Grammy Jonny Lang, influenciado por Hendrix.

Segundo Bob Merlis, porta-voz da turnê, Mitchell havia permanecido em Portland durante uma folga de quatro dias e planejava partir na quarta-feira. "A morte dele foi uma surpresa devastadora", disse. "Ninguém tocava como ele." Merlis viu o baterista se apresentar duas semanas atrás em Los Angeles, e disse que ele parecia saudável e feliz.

"Mitchell era um homem maravilhoso, um músico brilhante e um amigo verdadeiro", afirmou Janie Hendrix, meia-irmã de Hendrix e diretora-executiva da Experience Hendrix Tour. "Seu papel na formação do som da Jimi Hendrix Experience não pode ser subestimado."

Além de Jimi Hendrix, Mitchell também tocou com outros grandes músicos e bandas ao longo da carreira, como Eric Clapton, John Lennon, Jack Bruce, Jeff Beck Muddy Waters e com os Rolling Stones, entre outros.

 


Morre Buddy Miles, ex-baterista de Jimi Hendrix
Reuters - g1.globo.com - Do G1, com informações da AP e da Efe

 
 
O baterista Buddy Miles tinha 60 anos e sofria de problemas no coração.
Miles também tocou com Stevie Wonder, Muddy Waters, David Bowie, entre outros.


28 fev. / 2008 - Morreu na noite da última terça-feira (26) o baterista Buddy Miles, que fez parte da lendária Band of Gypsies, do guitarrista Jimi Hendrix. Ele tinha 60 anos e sofria de problemas cardíacos, informou seu assessor.

Miles, que nasceu em Omaha (Nebraska) já tocava no conjunto de jazz de seu pai aos 11 anos. Segundo seu site, ele tocou em grupos como The Delfonics e The Ink Spots e acompanhou a lenda do soul Wilson Pickett. O baterista tocou no clássico disco "Electric Ladyland" e se juntou logo depois à Band of Gypsies, que ainda contava com o baixista Billy Cox.

De acordo com seu site, ele tocou com Stevie Wonder, Muddy Waters, Barry White, David Bowie, George Clinton, Santana e Bootsy Collins.

Craig Balderston, um músico de Omaha, disse que costumava tocar com Miles durante os anos 90. "Ele era um fantástico baterista e também um fantástico cantor", disse.


Após a morte de Hendrix, Miles retomou com sucesso o Buddy Miles Express, graças sobretudo ao disco "Them Changes", que se manteve nas paradas durante 74 semanas.

Em 1972, Miles gravou um disco ao vivo no Havaí com Carlos Santana, que se tornou um grande sucesso de vendas. Posteriormente, colaborou com nomes como Stevie Wonder, David Bowie e Bootsy Collins.

O músico passou um período na prisão no final da década de 70 e início de 80, por acusações relacionadas a drogas, mas voltou à música em 1986, com o grupo California Raisins.

Em 1994, voltou a trabalhar com Santana e criou uma nova versão da Buddy Miles Express. Durante os últimos anos de sua vida, Miles se dedicou a manter vivo o espírito de Hendrix, através de atos promocionais e participações em tributos em sua memória.

No momento de sua morte, trabalhava em três projetos musicais e estava envolvido em atividades destinadas a arrecadar dinheiro para as vítimas de furacões nos EUA.


 Buddy Miles
Jimi Hendrix, Buddy Miles, and members of The Janis Joplin review jammed for 2 hours at Newport'69

Buddy Miles processa o espólio de Hendrix e gravadoras
(Mário Pacheco)

buddy miles1
Na foto: os sorridentes Jimi Hendrix e Buddy Miles em pleno Festival de Monterey Pop, 1967

Enquanto desconhecido, em 1965, Jimi Hendrix assinou um contrato de uma página para criar um álbum para Ed Chalpin, diretor do selo independente PPX.

O baterista Buddy Miles está processando em milhões de dólares o espólio de Jimi Hendrix e as gravadoras Experience Hendrix LLC, Authentic Hendrix LLC, Dagger Records, MCA Records, Universal Music and Video Distribution, Capitol Records, EMI Records e Warner Bros Records, cobrando direitos autorais de suas colaborações com o guitarrista há mais de 30 anos. O baterista de 56 anos, que participou do grupo Band of Gypsies, de Hendrix, disse no processo aberto a (2001), na Corte Superior de Los Angeles, que não recebeu dinheiro por seu trabalho. A Band of Gypsies foi formada em 1969 e Miles saiu dela um ano mais tarde. O baterista alega que suas colaborações resultaram em 38 músicas, entre co-autorias e participações, incluindo os clássicos Rainy day dream away, Vodoo child e Machine gun. "Buddy ajudou Jimi a escrever músicas ao longo de sua amizade e parceria", disse Brenton Horner, advogado de Miles. A meia-irmã do guitarrista, Janie Hendrix, que detém os direitos da obra dele e comanda a Experience Hendrix, não quis comentar o assunto, a exemplo das gravadoras também acusadas no processo. Hendrix, Miles e o baixista Billy Cox formaram a Band of Gypsies, uma das primeiras bandas de rock formadas apenas por negros, para honrar o compromisso do guitarrista para com a PPX, segundo diz o processo. Horner afirmou que havia um "acordo verbal" entre Miles e Hendrix de que eles iriam dividir os lucros das
band of gypsys
 canções, mas a relação profissional deles acabou esfriando. O advogado contou que Miles deixou a banda depois que o empresário de Hendrix, Mike Jeffery boicotou uma   apresentação no Madison Square Garden, a 28 de janeiro de 1970, ao fazer Hendrix tomar LSD antes do show, deixando-o impossibilitado de tocar. O show durou apenas du as músicas, no segundo número, um Hendrix nervoso e irritado falou à platéia: "Não estamos tocando nada bem, acho que não vai dar para tocar". Houve um silêncio mortal. Depois, todos se levantaram e foram embora. Mitch Mitchell e Noel Redding estavam no backstage porque iriam entrar pra fazer uma jam com os Gypisies. Jeffery que também estava lá deu um ácido a Hendrix, e ele pirou em pleno palco, dizendo pra uma garota na platéia: "Você está menstruada? Eu posso ver através das suas bermudas".  O choque de ter dito isso fez com que ele se tocasse. Nos bastidores, Hendrix quebrou sua guitarra escondido. De raiva.

Por outro lado, Hendrix, que recentemente foi considerado o melhor guitarrista de todos os tempos pela revista Rolling Stone, vai virar brinquedo. A empresa Mcfarlane Toys irá produzir um boneco dele com base na performance do músico no lendário festival de Woodstock, em 1969.

O lançamento do mini-Hendrix vai rolar em novembro, coincidindo com o que seria o aniversário de 61 anos do guitarrista, no dia 27.

 

 


Hendrix-camarim-monterey
Jimi Hendrix, John Entwistle and Noel Redding: Backstage, Monterey Pop Festival, 1967
http://www.mojo4music.com/blog/2008/01/jimi_hendrix_john_entwistle_an.html

Morre Noel Redding, baixista do The Jimi Hendrix Experience
 http://correiodobrasil.com.br/morre-noel-redding-baixista-do-the-jimi-hendrix-experience/14575/

13 mai. / 2003 - O baixista da banda The Jimi Hendrix Experience, Noel Redding, morreu aos 57 anos de idade na cidade irlandesa de Cork, informou nesta terça-feira, o representante do músico, Ian Grant.

Grant anunciou nesta terça-feira em sua página na internet que o artista morreu em casa no domingo passado (11), mas não deu detalhes a respeito.

- Mais uma vez — escreveu o agente — estou sentado em minha escrivaninha dando más notícias. Noel morreu.

Este músico britânico participou desde o princípio da criação de um dos discos mais influentes e inovadores da história do rock, Are You Experienced?, que converteu Hendrix em 1966 em um respeitado guitarrista, cantor e compositor.

De fato, foi o próprio Hendrix que convidou Redding para a banda durante uma audição no Reino Unido e quem o convenceu que deixasse a guitarra elétrica e passasse a ser o baixista do grupo.

Durante as excursões musicais da banda pelos territórios do jazz, blues e rock psicodélico, Redding se destacava com seu desempenho ao lado de Hendrix e do baterista Mitch Mitchell.

A acessibilidade musical de músicas como Purple haze, Manic depression, Love or confusion e Third stone from the Sun se deve em grande medida ao magistral controle rítmico de Noel Redding.

Este equilíbrio perfeito se manteve até a dissolução do grupo, pouco antes da trágica morte de Jimi Hendrix, em 1970.

A companheira sentimental de Noel Redding, Deborah McNaughton, disse estar abalada com a morte do músico, que qualificou de “extremamente amável e de grande coração”.

O irmão de Jimi Hendrix, Leon, também lembrou a “qualidade humana” do músico, a quem conhecia desde os tempos do grupo e viu pela última vez há um ano, durante a celebração do que teria sido o 60º aniversário de Jimi.

Buddy Miles, ex-bateria de Hendrix com a Band of Gypsies, destacou de Redding seu “virtuosismo e talento como artista e sua decência, algo raro nos tempos em que vivemos”.

Hendrix já tinha intuído algo sobre o dom de Redding quando afirmou, depois de formar o The Jimi Hendrix Experience, que foi ao o Reino Unido para levar os “dois melhores músicos e criar, criar e criar música, e nosso próprio som, nosso próprio ser”.


 


  

 
Articles View Hits
7828493

We have 773 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro