Etta James - Faleceu a dama do Blues

etta_james_02

Etta James - Faleceu a dama do Blues
por Antonio Celso Barbieri


A lendária cantora soul Etta James, com sua voz meia rouca, que era considerada por muita gente como sendo a mãe do Rhythm and Blues faleceu aos 73 anos de idade. A artista que ficou famosa com clássicos como At Last (Ate Que Enfim) e I'd Rather Go Blind (Eu Prefiro Ficar Cega), faleceu ontem (20/01/2012) em um hospital de Los Angeles. Ela tinha sido diagnosticada à um ano atrás com leucemia e ainda estava sofrendo de Alzheimer e problemas renais. A cantora passou seus últimos momentos com seu marido Arts Mills e seus dois filhos à seu lado.

etta_james_01
Etta James

Desde o meio dos anos 50, Etta, nascida Jamesetta Hawkins, cantou numa grande variedade de gêneros musicais, indo do Gospel para o Jazz e do Blues ao Rock. Lupe de Leon, seu manager, disse: "Trata-se de uma tremenda perda! Sua falta será sentida! Sua música desafiava categorização!"

Quando Etta nasceu, sua mãe tinha apenas 14 anos e ela, bem cedo, descobriu sua voz e já começou cantar no coral da igreja. Mas tarde a cantora formou um grupo de "doo-wop" chamado as Creolettes que mais tarde mudaria de nome para Peaches (pêssegos) mas, em breve ela já estaria gravando usando seu próprio nome.

O vício
Nos anos 70, Etta James teve problemas com as drogas, lutando contra sua dependência com a heroína tendo passado, uma década entrando e saindo de casas de reabilitação. Com muita luta ela conseguiu sair do vício e foi bem recebida de volta, tanto pelos críticos como pelos fãs, incluindo seu grande amigo, o também lendário lutador de box Muhammad Ali. Etta então, veio ganhar 6 prêmios Grammys e foi incluída no Rock and Roll Hall of Fame em 1993.

etta_and_ali
Muhammad Ali e Etta James

Etta lutou também contra a obesidade. Conforme passaram-se os anos, ela foi ficando cada vez mais pesada e, no começo do ano 2000, chegou até a apresentar-se sentada numa cadeira de rodas. No final, fez uma cirurgia estomacal para redução de peso e acabou perdendo mais de 90 quilos.

etta_and_beyonce_01
Beyonce no filme Cadillac Records representado Etta James (foto para comparação ao lado)

A temperamental

Etta manteve seu temperamento forte até o fim. Em 2009, criticou a cantora Beyonce que fez o papel dela em 2008, no filme dirigido por Darnell Martin chamado Cadillac Records que, conta a história da lendária gravadora de Chicago chamada Chess Records que, gravaria Chuck Berry, Little Walter, Etta James e Muddy Waters entre, muitos outros. Recordo-me que na TV, na pré-estreia do filme, ainda no tapete vermelho, Etta James encontrou-se com Beyonce e não perdeu a oportunidade para trocar umas farpas dizendo para o repórter qualquer coisa como: "A história retratada no filme é minha mas quem ficou com toda a grana foi ela!"

etta_and_beyonce_02
Etta James desafiadora olhando para Beyonce na pré-estréia do filme.
Provavelmente a Beyonce está dizendo: "Perto de você eu sou assim pequenininha!"

Um tempo depois, Beyonce interpretou, na inauguração do Obama como presidente, uma das mais famosas músicas da Etta chamada At Last. Mas a estrela do Soul que morreu à apenas 5 dias de completar 74 anos, não ficou impressionada e comentou: "Ela não tinha razão nenhuma para estar lá em cima cantado a minha música!" Durante os anos, incontáveis números de noivas escolheram At Last para ser tocada no dia dos seus casamentos, música que também foi usada em publicidade de carros e em filmes como por exemplo, no filme American Pie.
Apesar da sua imensa fama, acredita-se Etta deixou uma fortuna muito inferior ao que se poderia esperar. Bom, independente de dinheiro, sua música, para nossa sorte, está perpetuada para sempre.

A primeira vez que ouvi o nome Etta James foi lá pelo meio dos anos 80, num show de Arnaldo Baptista no Teatro TUCA em São Paulo quando, ele interpretou a música Take it to the Limit (Ponha no Limite).

Então, para dar inicio à nossa seleção musical especial homenageando a querida Etta James, nada melhor do que reproduzir aqui esta gravação raríssima do Arnaldo seguido da mesma música, agora em gravação original interpretada pela própria Etta.

Para terminar esta coletânea chamada The Definitive Collection lançada em 2006 acrescentei também uma música da Etta, ao vivo, interpretando I Just Want to Make Love to You (Somente quero fazer amor com você) e finalizando coloquei também a mesma música, ao vivo, agora interpretada pelo grande grupo inglês Foghat.

Esta música interpretada pelo Foghat é uma das minhas preferidas de todos os tempos e provavelmente a música que mais vezes ouvi na minha vida inteira. Quando esta música toca, minha pressão arterial sobe, minhas mãos transpiram e eu sou forçado a aumentar o volume do amplificador. David Peverett também conhecido como Lonesome Dave, o original guitarrista e vocalista da banda infelizmente, faleceu alguns anos atrás e, lamento que este grupo não tenha alcançado o respeito merecido pois eles realmente carregavam na sua música o espírito do blues.
etta_james_03
Articles View Hits
8447427

We have 337 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro