IN MEMORIAM: LOU REED (2013)

 

LOU REED
'FELIZ E FAZENDO TAI CHI'
EM SEUS ÚLTIMOS DIAS

 

Laurie Anderson publicou nesta quinta carta em jornal de Nova York; leia.
Ela o descreve como 'lutador'; músico morreu aos 71 anos neste domingo.

Do G1, em São Paulo

01 nov. / 2013 - A viúva de Lou Reed, Laurie Anderson, afirmou que o músico estava "observando as árvores e fazendo a famosa posição 21 do tai chi" ao morrer, no domingo passado (27), aos 71 anos de idade, em decorrência de um problema no fígado.

A artista publicou nesta quinta-feira (31) um texto no jornal "East Hampton Star", de East Hampton, no estado de Nova York. O casal tinha uma residência na cidade. De acordo com Laurie, foi lá que o cantor, guitarrista e compositor passou os últimos momentos. Leia abaixo a íntegra da nota escrita por Laurie Anderson.

"Na semana passada, eu prometi a Lou que o tiraria do hospital e que voltaríamos para casa em Springs. E conseguimos! Lou era um mestre de tai chi e passou aqui seus últimos dias", descreveu, referindo-se ao marido como "um príncipe e um lutador". Em maio, Reed havia passado por uma cirurgia de transplante de fígado. A viúva escreve ainda que Lou estava "feliz e arrebatado pela beleza, pela força e pela suavidade da natureza".

Uma última sobre Lou

por Márvio Dos Anjos - Meu Destak

Lou Reed, compositor, cantor e guitarrista, não foi um fabricante de sucessos. Apenas um hit em larga escala - "Walk On The Wild Side", turnês que jamais giraram estádios e pouca paciência para o jogo das celebridades.

Por que dar tanta atenção a ele na hora de sua morte?, perguntarão alguns. Porque nem tudo é quantitativo no que diz respeito às artes, mensurável pelas vendas e pelos públicos, e a obra de Reed foi crucial para a música, tanto na banda que uniu o rock às artes plásticas e criou o indie, o Velvet Underground, quanto nos trabalhos solos. Reed foi essencial para uma Nova York que vivia nas franjas da Nova York cantada por Sinatra. A Manhattan dos becos, dos inferninhos, dos drogados e dos que se lixam para o sonho americano merecia ter seus hinos. Abriu o caminho para muitos cronistas do enorme caldo de dissolução de humanidades que as metrópolis misturam e adensam.

Se quebrou os formatos ditados pelo rock de Elvis e dos Beatles em construções de grande força como "Sweet Jane" e "White Light/White Heat", também soube se aproximar deles quando quis e fazer canções absolutamente radiofônicas, como a delicada "Perfect Day" e a endiabrada "Hangin' Around". Muito pouco disso conheceu as rádios, mas apenas porque não quiseram. Reed sai de cena com 50 livros abertos - o tanto de biografias que se encontram sobre ele, que era o que eu queria dizer.

In Memoriam

Última foto de Lou Reed é publicada

Agente prestou tributo ao músico com mensagem no site oficial

Facebook Lou Reed - http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-lazer/segundo-caderno/noticia/2013/10/ultima-foto-de-lou-reed-e-publicada-4317857.html

30 out. / 2013 - O agente de Lou Reed, Tom Sarig, uniu-se ao time de amigos e fãs que tem prestado homenagem ao cantor desde que ele faleceu, no domingo. Na tarde desta quarta-feira, Sarig publicou a última fotografia feita de Lou no site oficial do artista. A imagem, assinada pelo fotógrafo Jean Baptiste Mondino, está acompanhada de uma mensagem:

"Há apenas duas semanas, Lou realizou uma sessão de fotos que deveriam se tornar anúncios publicitários para a companhia de fones Parrot, do seu amigo Henri Seydoux. O renomado fotógrafo Jean Baptiste Mondino fez as fotografias e esta foi a última foto que ele tirou. Sempre uma torre de força", escreveu Tom Sarig.

Na terça-feira, a causa da morte de Lou foi confirmada pelo médico do músico como problemas no fígado.

 
 
  Última fotografia feita de Lou Reed, pelo fotógrafo Jean Baptiste Mondino.
Articles View Hits
7969170

We have 529 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro