Malcon McLaren, guru do punk rock

Malcon McLaren, o punk rock guru morreu aos 64 anos
Escrito por Antonio Celso Barbieri (Londres)
Malcon McLaren foi o icônico e extravagante empresário inglês que gostava de gritar aos quatro ventos, vangloriando-se de que ele tinha inventado o Punk Rock e, como se tivesse aberto a porta de uma jaula, liberado a banda Sex Pistols para sua agressiva dominação mundial.
O legendário empresário que morreu no dia 8 de abril de 2010, ganhou fama mundial quando o "single" God Save the Queen, uma música contra a monarquia, explodiu, catapultando a mesma para o topo parada de sucessos inglesa. Cabe lembrar que o lançamento deste "single", em 1977, foi lançado propositalmente para coincidir com o aniversário, o Jubileu de Prata, da rainha.
John Lydon o líder do Sex Pistols, incorporou o seu personagem Johnny Rotten e com o cinismo e atitude de sempre disse: "Para mim Malc (Malcon) foi sempre divertido e eu espero que vocês lembrem-se disto. Acima de tudo ele foi uma pessoa que sabia entreter. Eu vou sentir a sua falta e vocês também deveriam".
Amigos informaram que, muito embora Malcon estivesse travando uma longa batalha contra o câncer, ele parecia que estava em bom estado físico. Infelizmente, no dia 8 de abril bem cedo, ele faleceu em um hospital na Suíça, onde estava sendo tratado.
Les Molloy, seu empresário, disse que seus amigos e familiares estão chocados e acrescentou: "Hoje é um dia muito triste! Ele já sofria de câncer por algum tempo mas, recentemente estava muito bem de saúde e, de repente, rapidamente, sua doença agravou-se. Nós, agora, estamos esperando que seu corpo seja transladado de volta para Londres onde ele será enterrado no cemitério de Highgate".
Young Kim, sua esposa de longa data, confirmou-nos que Malcon morreu, atacado por um tipo raro de câncer chamado mesothelioma. Ela disse: "Ele mudou o mundo e sua influência é duradoura". Kim esteve na cabeceira da sua cama no momento da sua morte. Também estava presente Joseph Corre, seu filho com Vivienne Westwood, considerada a "guru da moda" inglesa. Aliás, Joseph Corre é um dos co-fundadores da famosa grife Agent Provocateur.
Vivienne Westwood, 69, disse: "Quando nós éramos jovens e eu apaixonei-me por Malcon eu achava que ele era lindo e ainda acho. A idéia de que ele está morto é muito triste. Já fazia um bom tempo que nós não nos comunicávamos.
Joseph Corre disse que seu pai era "uma luz que lhe guiava".
É o seu empresário, Les Molloy quem fala: "Malcon McLaren descobriu o câncer uns dois anos atrás mas, na época, não foi considerado maligno. Foi em outubro passado o câncer tornou-se agressivo mas, apesar disto, Malcon tentou continuar levando uma vida normal e as pessoas nem sabiam. Ele estava sempre de bom humor. Ele tinha sempre um uma visão otimista e positiva de tudo. Ele era também muito esperto e inteligente. Ele não estava parando, nós estávamos planejando várias coisas para este ano. Ele iria participar em junho, como jurado, num concurso de talentos no O2 Arena e também trabalharia em uns shows para a Rádio BBC 2".
Malcon McLaren abandonou a escola de arte e conseguiu fama quando, no começo dos anos 70, juntamente com Vivienne Westwood, abriu uma loja de roupas na famosa King's Road em Londres.
Malcon McLaren tinha acabado de voltar dos Estados Unidos onde, por um curto período, ele tinha empresariado a banda New York Dools. Malcon, então junto com Vivienne mudaram o nome da loja para "Sex" (Sexo) e começaram vender roupa para fetiche. A loja acabou transformando-se no ponto focal do movimento punk. Malcon então passou empresariar a banda inglesa que, mais tarde, acabaria sendo chamada Sex Pistols e geraria enorme controvérsia com a música Anarchy in UK e outras.
Malcom era um mestre para criar situações que gerassem publicidade. Ele, em um ato de provocação, arrumou para que o grupo assinasse seu contrato com a gravadora, enfrente do Palácio de Buckingham (a casa da rainha). Ele também acertou para a banda tocar no convés de um barco no rio Thames em frente da Casa do Parlamento. Inevitavelmente o barco foi invadido pela polícia e McLaren preso. Em dezembro de 1976, Sex Pistols criou uma explosão de fúria quando foram entrevistados na TV ao vivo, bem hora do chá inglês, e aproveitaram para proferir um monte de palavrões pesados.
McLaren também é considerado por alguns como sendo um dos pioneiros da música Rap por ter lançado o seu "single" Buffalo Gals em 1983, que hoje em dia é adjetivado como sendo um lançamento seminal. Ele até resolveu enveredar-se pela ópera quando em 1984 gravou uma adaptação da peça Madame Butterfly. Outros lançamentos de sucesso incluem Duck Rock Cheer e Double Dutch. Vários dos seus trabalhos foram "sampleados" por artistas do calibre do Eminem. Nos últimos anos McLaren que também empresariou nos anos 80 a banda Bow Wow Wow e andou namorando a atriz Norte Americana Lauren Hutton, mudou seu foco de atenção para as artes, exibindo vários trabalhos de multimídia.
McLaren com a idade, tinha transformado-se num tipo folcórico e afetado. Para mim, a imagem que ele passava era de uma pessoa afeminada, presunçosa e arrogante, igualzinho à umas estrelas da nossa música popular brasileira que, eu nem preciso citar quem são. Parece que celebridades quando ficam velhas tem o hábito de abrir a boca só para falar besteiras. McLaren que era londrino, recentemente sintetizou tudo com a frase: "É melhor ser um colorido fracassado do que um sucesso benigno".
Jon Savage, autor de uma história do punk chamada England"s Dreaming (Inglaterra esta sonhando) disse: "Sem Malcon McLaren não haveria nenhum punk britânico. Ele é um deste raros indivíduos responsáveis por um grande impacto na cultura de uma nação".
Alan Yentob, diretor de criação da BBC disse: "Ele foi um dos mais importantes empresários da era punk. Ele nunca permitiu que nada ficasse no seu caminho".
malcon_mclaren
Malcon McLaren - Arte: A. C. Barbieri

Malcon McLaren, o punk rock guru morreu aos 64 anos

Escrito por Antonio Celso Barbieri (de Londres)

Malcon McLaren foi o icônico e extravagante empresário inglês que gostava de gritar aos quatro ventos, vangloriando-se de que ele tinha inventado o Punk Rock e, como se tivesse aberto a porta de uma jaula, liberado a banda Sex Pistols para sua agressiva dominação mundial.

O legendário empresário que morreu no dia 8 de abril de 2010, ganhou fama mundial quando o "single" God Save the Queen, uma música contra a monarquia, explodiu, catapultando a mesma para o topo parada de sucessos inglesa. Cabe lembrar que o lançamento deste "single", em 1977, foi lançado propositalmente para coincidir com o aniversário, o Jubileu de Prata, da rainha.

John Lydon o líder do Sex Pistols, incorporou o seu personagem Johnny Rotten e com o cinismo e atitude de sempre disse: "Para mim Malc (Malcon) foi sempre divertido e eu espero que vocês lembrem-se disto. Acima de tudo ele foi uma pessoa que sabia entreter. Eu vou sentir a sua falta e vocês também deveriam".

Amigos informaram que, muito embora Malcon estivesse travando uma longa batalha contra o câncer, ele parecia que estava em bom estado físico. Infelizmente, no dia 8 de abril bem cedo, ele faleceu em um hospital na Suíça, onde estava sendo tratado.

Les Molloy, seu empresário, disse que seus amigos e familiares estão chocados e acrescentou: "Hoje é um dia muito triste! Ele já sofria de câncer por algum tempo mas, recentemente estava muito bem de saúde e, de repente, rapidamente, sua doença agravou-se. Nós, agora, estamos esperando que seu corpo seja transladado de volta para Londres onde ele será enterrado no cemitério de Highgate".

Young Kim, sua esposa de longa data, confirmou-nos que Malcon morreu, atacado por um tipo raro de câncer chamado mesothelioma. Ela disse: "Ele mudou o mundo e sua influência é duradoura". Kim esteve na cabeceira de sua cama no momento de sua morte. Também estava presente Joseph Corre, seu filho com Vivienne Westwood que é considerada a "guru da moda" inglesa. Aliás, Joseph Corre é um dos co-fundadores da famosa grife Agent Provocateur.

Vivienne Westwood, 69, disse: "Quando nós éramos jovens e eu apaixonei-me por Malcon eu achava que ele era lindo e ainda acho. A idéia de que ele está morto é muito triste. Já fazia um bom tempo que nós não nos comunicávamos.

Joseph Corre disse que seu pai era "uma luz que lhe guiava".

É o seu empresário, Les Molloy quem fala: "Malcon McLaren descobriu o câncer uns dois anos atrás mas, na época, não foi considerado maligno. Foi em outubro passado que o câncer tornou-se agressivo mas, apesar disto, Malcon tentou continuar levando uma vida normal e as pessoas nem sabiam. Ele estava sempre de bom humor. Ele tinha sempre uma visão otimista e positiva de tudo. Ele era também muito esperto e inteligente. Ele não estava parando, nós estávamos planejando várias coisas para este ano. Ele iria participar em junho, como jurado, num concurso de talentos no O2 Arena e também trabalharia em uns shows para a Rádio BBC 2".

Malcon McLaren abandonou a escola de arte e conseguiu fama quando, no começo dos anos 70, juntamente com Vivienne Westwood, abriu uma loja de roupas na famosa King's Road em Londres.

Malcon McLaren tinha acabado de voltar dos Estados Unidos onde, por um curto período, ele tinha empresariado a banda New York Dools. Malcon, então junto com Vivienne mudaram o nome da loja para "Sex" (Sexo) e começaram vender roupas para fetiche. A loja acabou transformando-se no ponto focal do movimento punk. Malcon então passou empresariar a banda inglesa que, mais tarde, acabaria sendo chamada Sex Pistols e geraria enorme controvérsia com a música Anarchy in UK e outras.

Malcom era um mestre para criar situações que gerassem publicidade. Ele, em um ato de provocação, arrumou para que o grupo assinasse seu contrato com a gravadora, enfrente do Palácio de Buckingham (a casa da rainha). Também, acertou para a banda tocar no convés de um barco no rio Thames em frente da Casa do Parlamento. Inevitavelmente o barco foi invadido pela polícia e McLaren preso. Em dezembro de 1976, Sex Pistols criou uma explosão de fúria quando foram entrevistados na TV ao vivo, bem hora do chá inglês, e aproveitaram para proferir um monte de obcenidades.

McLaren também é considerado por alguns como sendo um dos pioneiros da música Rap por ter lançado o seu "single" Buffalo Gals em 1983, que hoje em dia é adjetivado como sendo um lançamento seminal. Ele até resolveu enveredar-se pela ópera quando em 1984 gravou uma adaptação da peça Madame Butterfly. Outros lançamentos de sucesso incluem Duck Rock Cheer e Double Dutch. Vários dos seus trabalhos foram "sampleados" por artistas do calibre do Eminem. Nos últimos anos McLaren que também empresariou nos anos 80 a banda Bow Wow Wow e andou namorando a atriz Norte Americana Lauren Hutton, mudou seu foco de atenção para as artes, exibindo vários trabalhos de multimídia.

McLaren com a idade, tinha transformado-se num tipo folcórico e afetado. Para mim, a imagem que ele passava era de uma pessoa afeminada, presunçosa e arrogante, igualzinho à algumas estrelas da nossa Música Popular Brasileira cujo ego é tão grande que nem preciso citar quem são. Parece que celebridades quando ficam velhas tem o hábito de abrir a boca só para falar besteiras. McLaren que era londrino, recentemente sintetizou tudo com a frase: "É melhor ser um colorido fracassado do que um sucesso benigno".

Jon Savage, autor de uma história do punk chamada England"s Dreaming (Inglaterra está sonhando) disse: "Sem Malcon McLaren não haveria nenhum punk britânico. Ele é um deste raros indivíduos responsáveis por um grande impacto na cultura de uma nação".

Alan Yentob, diretor de criação da BBC complementa: "Ele foi um dos mais importantes empresários da era punk. Ele nunca permitiu que nada ficasse no seu caminho".

The_Sex_Pistols_Cover_Front
Articles View Hits
7840300

We have 719 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro