CASA DA CULTURA DO GUARÁ RESISTE À DESMONTE (2020)

fica

Reportamos a toda comunidade do Guará e de cada uma das nossas RA’s conteúdo do e-mail que enviei para a Ouvidoria da Câmara Legislativa

Comportamento Negativo do Deputado Rodrigo Delmasso

Logo que  souberam da violência cometida: o Conselho de Cultura do Guará enviou o e-mail  para a ouvidoria da CLDF (Câmara Legislativa do DF) 

Excelentíssimo Sr. Deputado

Daniel Donizeti,

MD Ouvidor da Câmara Legislativa

Sou morador do Guará 2 há 22 anos e quero reclamar neste espaço cidadão do comportamento muito negativo do Deputado Rodrigo Delmasso para nossa cidade, especificamente para o nosso Segmento Cultural! Não bastasse ter retirado, em exercício anterior, da Administração, a Senhora Vânia Gurgel por que ela teve iniciativa, ousadia e estilo próprio, que não interessa ao modo autoritário e centralizador do referido Deputado, indicou uma pastora de sua Igreja para o cargo, que vem administrando muito mal nossa cidade, não só para nosso segmento cultural, com investimento perto de zero, que é objeto de comentário em todos os jornais que circulam em nossa cidade! Tendo se auto-proclamado padrinho do Guará, não permite que outros parlamentares aportem recursos para a Cultura local tendo impedido que R$ 500.000 reais do Deputado Roberio Negreiros Genérica para a Cultura, tenham sido executados no exercício de 2019, ordenando que a Administradora devolvesse os recursos alegando impossibilidade de executa-los! Não satisfeito, mesmo tendo iniciado um diálogo conosco do Conselho Regional de Cultura do Guará, recentemente, se comprometendo a mudar sua atitude de atrapalhar o movimento cultural de nossa cidade, ontem, sem qualquer diálogo com nosso segmento, ou com a comunidade, de um só golpe, propôs uma absurda e deslocada mudança de nome e destinação da Casa de Cultura para “Casa de Cultura e Juventude” numa clara tentativa de descaracterizar uma conquista nossa, edificação que foi levantada por nós e transformando um outro espaço cultural o salão de múltiplas funções em um centro de línguas, desrespeitando a população que sempre usa esse equipamento sem qualquer preocupação com o que ela pensa e pior e mais grave, atentando contra a Lei Orgânica do DF em seu artigo 250, que reza “ Art. 250. É vedada a extinção de qualquer espaço cultural público sem a criação de novo espaço equivalente, ouvida a comunidade local por intermédio do respectivo Conselho Regional de Cultura..” atenta contra a lei orgânica da Cultura - LOC LC 934/2017 pois obriga a Administradora a ignorar que o Conselho Regional de Cultura e nossa Gerência de Cultura, em plena atividade, tenha que ser consultado para quaisquer assuntos referentes às prioridades e diretrizes da Cultura e dos equipamentos culturais em nosso território! Quero reportar que tal atitude também será denunciada no âmbito das demais instâncias de fiscalização do Distrito Federal!

Baseado nessa profunda insatisfação que venho por meio desta egrégia ouvidoria reclamar desse comportamento destituído de qualquer espírito realmente democrático - que deveria ser o foco principal de um mandato popular - relegando a população do Guará e por consequência nosso segmento Cultural a mero espectador deste mandato! Agradeço as providências que sua excelência puder tomar para que o Deputado Rodrigo Delmasso tome conhecimento da denúncia deste imensurável prejuízo que tenta nos impor e que seus pares tomem conhecimento destes fatos ora relatados, ficando no aguardo de uma comunicação de sua excelência de seus resultados!

Musicalmente,

Maestro Rênio Quintas

helen

 

Articles View Hits
8723946

We have 326 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro