BILL HALEY:MUNDO INTEIRO ESTÁ ESQUECENDO O VERDADEIRO "PAI DO ROCK'N'ROLL" (2001)

11081339 812299765531681 1685077546303033137 n

MUNDO INTEIRO ESTÁ ESQUECENDO O VERDADEIRO "PAI DO ROCK'N'ROLL"

Por Marcelo Orozco
Da Agência Folha - Diário de Cuiabá


4 fev. / 2001 - Já tivemos três Rock in Rio, um mundaréu de gente consome material sobre rock ou suas variações, e há um eterno debate sobre se o rock morreu ou não. Para isso, ninguém apareceu com a resposta definitiva ainda. Mas o cara que plantou o termo "rock'n'roll" na música está, com todo o enorme respeito, bem mortinho. Aliás, daqui a poucos dias serão 20 anos que Bill Haley se foi.

Bill Haley morreu, aos 55 anos, em 9 de fevereiro de 1981. E a data não será lembrada como os 20 anos sem Elvis Presley e John Lennon. De certa forma, ele foi "pai" do rock meio sem querer. Mas o senhor Haley tem muito a ver com a gente estar de ressaca com o que Neil Young, REM, Guns e outros fizeram no Rio outro dia.

Haley calhou de ser o cara no lugar certo com a música certa na hora certa. Ele carregava uma banda chamada The Comets, que fazia covers de música negra no começo dos anos 50. Não conseguia muita coisa com uns disquinhos que gravava de vez em quando, mas ganhava seus trocados em shows. Os músicos, além de tocar, faziam umas piruetas que o público adorava (o contrabaixista deitava sobre seu enorme instrumento, o saxofonista ajoelhava para solar e por aí vai).

Tente imaginar a época (eu não era nascido, creio que quem está lendo também não): o racismo era tão enorme nos EUA que pouquíssimos brancos tinham acesso à música negra. Por isso, muitos músicos brancos adaptavam boas músicas negras para o público branco. Uns esbranquiçavam o som ou o roubavam descaradamente. Outros faziam um trabalho decente. Bill Haley fazia um trabalho decente e, em 1954, gravou "Rock Around the Clock". Uma música agitada, para dançar, com guitarras, contrabaixo acústico, bateria e muito ritmo.

"Rock Around the Clock" foi parar na abertura de um filme sobre alunos adolescentes rebeldes (Sementes da Violência, de 1955) e estourou. O público dançava nas poltronas dos cinemas. Nada tão pulsante existia com acesso tão fácil na época. O disco foi o primeiro de rock a chegar ao primeiro lugar das paradas. E vai botar gente para dançar se tocar em qualquer festa ainda hoje.

O problema de Haley foi já estar entrando nos 30 anos, ser gorducho e não ter muito mais a oferecer como criador. Ele abriu a porta para que o jovem, bonito e talentoso Elvis Presley fosse promovido a rei do rock e, daí em diante, rola uma história longa demais para falar aqui. Mas Bill Haley (que até esteve no Brasil no final da década de 50 e em 1975) merece seu crédito.

C.O.M.E.N.T.Á.R.I.O

6 jul. / 1925 - Nasce Bill Haley (William John Clifton Haley Jr.), em Highland Park, Michigan, Estados Unidos; foi um dos pais do rock'n'roll, líder of Bill Haley and The Comets; inicialmente tocava canções Country, e, em 1952, passou a gravar versões de sucessos de R&B; em lançou Crazy Man Crazy, considerado seu primeiro rock'n'roll; estourou em 1955, com Rock Around the Clock, número um na Billboard; também gravou Shake, Rattle and Roll e “See You Later, Alligator"; morreu em 09/02/1981, de ataque cardíaco, em Harlingen, Texas.

 

Articles View Hits
7844108

We have 604 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro