2000: DOIS MIL

ringo3

Mercedes Coupe Benz que pertenceu a George Harrison
Foi comprada por Ringo depois da morte do beatle, ano 2000.

2000: DOIS MIL

compilado por Mário Pazcheco

"Após o ano 2000, as únicas pessoas que será seguro ter como amigas serão pessoas mortas". (Hunter S. Thompson).

“Em 2000, passei a sair na rua com um carrinho de supermercado pedindo discos por todo o Guará 1 e 2. Na primeira rua que eu baixei, já inventei o Museu da Música, que antes era o Museu do Vinil.” (Ricardo “Retz”)

• Relembrando Robson Graia

 CB, 2 jan. / 2000

2000 2 janeiro

CINEMA

27973493 10212855619403319 8943543572514310273 n

Foto: Romulo Andrade

Rogério Duarte & Glauber Rocha: Amigos arcaicos

Janeiro

Minas Gerais. Um júri formado por 36 jornalistas, críticos e especialistas, elege Deus e o diabo na terra do sol como o “Filme brasileiro do século”. Dona Lúcia Rocha recebe o prêmio no Festival da 2ª Mostra de Cinema de Tiradentes, cidade histórica.

O ministro da Previdência, Waldeck Ornéllas e o presidente Fernando Henrique encaminham ao Congresso Nacional, projeto de lei que solicita a doação definitiva do imóvel para o Tempo Glauber.

Fevereiro

Desde 1994 nos palanques Fernando Henrique faz alusões a sua participação num filme de Glauber Rocha, agora reeleito repete ter sido convidado para trabalhar como ator em Terra em Transe.

25 fev. a 4 mar.

20ª Edição do tradicional Fantasporto: Festival Internacional de Cinema do Porto, em Portugal. Retrospectiva dos filmes de Glauber Rocha, Nelson Pereira dos Santos e José Mojica Marins. Exposição De Godard a Zé do Caixão. Ivan Cardoso é curador das mostras e representante do festival no Brasil.

26 fev.

Brasília. Eros Vorúsia aos 87 anos, a pioneira na pesquisa em dança no país é homenageada com coreografia e com a criação do Centro de Documentação e Pesquisa da Dança Eros Vorúsia, da UnB.

Março

Apoteose, Marques de Sapucaí. A Escola de Samba União da Ilha, homenageia Glauber Rocha com o tema A terra é do homem. No carro alegórico da escola atores desfilavam evoluções com figurinos similares ao de Deus e o diabo na terra do sol.
O diretor Joel Pizzini, recebe convite de dona Lúcia Rocha, para realizar o último desejo de Glauber Rocha, uma ópera. Joel Pizzini utilizará as seqüências não aproveitadas de Terra em transe para a base de Ópera da terra, um espetáculo multimídia em paralelo aos filmes que compõem a Trilogia da terra. A idéia também é convidar atores que participaram destes filmes para estrelar a ópera-multimídia. As seis horas inéditas mostram: — Um Glauber completamente intimista, bem mais para Alain Resnais do que para Pasolini. É um material riquíssimo. Além de ter várias cenas rodadas em locações que não foram usadas no filme, há seqüências do próprio Glauber e da equipe.

1º maio

No dia do Trabalho, a partir das 7 horas, o Canal Brasil (Net) exibe o longa-metragem de estréia dos maiores cineastas brasileiros, Rico ri à toa, de Roberto Farias; Tati, a garota, de Bruno Barreto; Garrincha, alegria do povo, de João Pedro de Andrade; Carlota Joaquina, de Carla Camurati; "O grande momento", de Roberto Santos; "Memória de Helena", de David Neves; "A falecida", de Leon Hirszman; "Como ser solteiro", de Rosane Svartman; Os matadores, de Beto Brant; "Um céu de estrelas", de Tata Amaral; "Barravento", de Glauber Rocha; "Vai trabalhar vagabundo", de Hugo Carvana; "Cara a cara", de Júlio Bressane e "Porto das Caixas", de Paulo César Saraceni.
“Para estimular a produção cinematográfica”, o governo FHC prepara-se para enviar ao Congresso um projeto de mudança da Lei do Audiovisual, que equipara a relação entre cinema e televisão. Originalmente o projeto do ministro Weffort transformaria a tevê em parceria habilitada a buscar recursos para a produção.
— É a primeira vez que ouve falar numa transfusão em que o paciente em situação precária fornece o sangue, em vez de recebê-lo. (...) O planeta vai rir de nós. Cacá Diegues.

19 maio

Cacá Diegues completa 60 anos. Seu novo projeto é a filmagem de "Deus é brasileiro", baseado no conto, O santo que não acreditava em Deus de João Ubaldo Ribeiro, Antônio Fagundes, interpretará Deus e será filmado na Bahia no ano que vem.

3 junho

Eryk Aruak, trabalha simultaneamente em dois filmes: assistente de direção de Silvio Tendler no documentário Glauber e no seu, Rocha que voa – algum dia de novembro (co-direção de Bruno Vasconcelos e fotografia de Miguel Vasilskis), que ele começou quando estudava montagem na Escola Internacional de Cinema e Televisão de San Antônio de los Baños, em Havana.
Rocha que voa, uma referência geográfica à cidade de Havana, recupera a passagem de Glauber Rocha por Cuba, através de uma centena de fotos e o áudio de longos depoimentos em “portunhol” de Glauber a jornalistas cubanos. Inicialmente realizado com apoio do Icaic– Instituto Cubano de Arte e Indústria Cinematográfica, o documentário não utiliza nenhuma imagem em movimento de Glauber em Cuba e aguarda montagem da Serpente Filmes e distribuição do Grupo Novo de Cinema.
Na revista Bravo, a matéria "O último transe", de Fernando Eichenberg, apresenta seqüências e desenhos do roteiro inédito "O império de Napoleão", a reportagem elucidadora é ilustrada com belas fotos e ainda trás uma resenha do livro A poética polytica de Glauber Rocha, escrito por Tereza Ventura.

9 jun.

2000 junho   19 jun.

   O ministro da Previdência Social Waldeck Ornéllas visita o Tempo Glauber e confirma a doação definitiva do prédio. A visita teve como objetivo desfazer o mal entendido que levou o INSS a anunciar, no início do mês, o leilão do imóvel que há dez anos serve de abrigo ao acervo do cineasta.
   — Nesta segunda-feira estamos encaminhando ao Congresso Nacional o projeto de lei que garante a doação. Esperamos que até o dia 20 o documento já tenha sido votado, porque este é um projeto que ninguém pode ir contra. Glauber Rocha é uma referência do Brasil. Declarou o ministro Ornéllas. O ex-colaborador e amigo do cineasta, Luís Carlos Barreto prestou sua solidariedade ao Tempo Glauber. — Ele não é só um emblema do Cinema Novo, mas do cinema brasileiro. Este acervo aqui é muito consultado pelas universidades americanas. Disse o produtor de "Bossa Nova".

   1º julho 

   O principal item do Relatório do 2º Congresso Brasileiro de Cinema em Porto Alegre, defende a exclusividade de captação da Lei do Audiovisual para a produção cinematográfica independente.

   29 jul.

olho seco

Olho Seco em Brasília no ano de 2000

Agosto

O curta-metragem "Amazonas, Amazonas" (Glauber Rocha), integra o segmento da mostra paulista do Festival de Curtas-metragens, 11ª edição, no Rio de Janeiro.

16 ago.

Centenário do falecimento do mestre do estilo em língua portuguesa, Eça de Queirós, autor de "O primo Basílio", observador implacável da sociedade lusitana e fino cultor da ironia literária.

22 ago.

A polícia britânica prende o espião desertor David Shayler, de 34 anos, disposto a se entregar, no porto de Dover, em Londres. Desde 1997, Shayler vivia exilado voluntariamente na França. O ex-espião, que chegou a declarar que os britânicos planejaram matar o líder líbio Muammar Kadafi, é acusado em dois processos de revelar segredos de Estado. Ele deverá se apresentar à Corte de Bow Street sexta-feira. David Shayler, aos 34 anos, que se demitiu do MI5 em 1996, foi condenado no dia 5 de novembro de 2002 em Londres a seis meses de prisão por divulgar segredos de Estado ao tablóide dominical Mail on Sunday.
Segundo o ex-agente do serviço secreto inglês, Lennon teria colaborado financeiramente com o Exército Republicano Irlandês, IRA, o sanguinolento grupo terrorista que lutava contra a ocupação britânica da Irlanda do Norte.
David Shayler, um ex-espião inglês que vive na França e enfrenta uma batalha contra a extradição por revelar segredos de Estado, afirmou ter visto em 1993 documentos que indicam o envolvimento de Lennon com o IRA. Mais: o ex-beatle, teria dado apoio ao Partido Revolucionário dos Trabalhadores, uma organização radical de esquerda. Os papéis fariam parte do arquivo que o FBI, a polícia federal americana, mantém sobre o cantor nos Estados Unidos, com informações enviadas por Londres depois que Lennon se mudou para Nova York, em 1971. São exatamente esses documentos que Jonathan Wiener, quer ver abertos ao público, objetivo que ganhou um empurrão quando o professor conseguiu acesso ao material.

1º setembro

A ameaça de despejo do museu Tempo Glauber, passou, mas o espólio do cineasta ainda corre o risco de perder-se em meio a dívidas e falta de verbas de manutenção. Sensibilizados pelo agravamento da crise financeira que persegue o museu desde sua instalação, há dez anos, um grupo de profissionais de cinema organiza uma série de eventos para levantar recursos e minimizar as dificuldades enfrentadas pela instituição, administrada por dona Lúcia Rocha.
A manifestação batizada de Glauber 2000, preparou cursos de iniciação e especialização, ministrados por ex-colaboradores de Glauber Rocha e do Cinema Novo, como Dib Lufti e Jorge Monclar (Operação de câmera), e Walter Lima Jr., (Direção), ou admiradores de sua obra, como a atriz e roteirista Denise Bandeira, a montadora Vera Freire, e o diretor Alberto Salvá. E palestras temáticas, conduzidas por cineastas como Arnaldo Jabor, Walter Salles, Cacá Diegues e o crítico de cinema e diretor da distribuidora Riofilme José Carlos Avellar. A entidade sem nenhuma dotação orçamentária, sobrevive graças a doações e a organização de eventos culturais, cursos de formação técnica de cinema e televisão e mostras cinematográficas. O Departamento de Cursos do Tempo Glauber é coordenado pela continuista Gláucia Pelliccione e o diretor de fotografia Jorge Monclar: — Mais do que nunca, o Tempo Glauber está precisando da ajuda dos admiradores da obra do Glauber.
A atual situação do Tempo Glauber chamou a atenção de profissionais como Cacá Diegues, que prontificou-se a participar do mutirão Glauber 2000. — Ano que vem vamos lembrar os 20 anos da morte de Glauber. É inacreditável que o Ministério da Cultura já não tenha interferido de alguma maneira, transformando o Tempo Glauber num acervo cinematográfico permanente. Superado a problema do prédio, a luta agora é dar ao museu um caráter operacional. Analisa Diegues, que participou ativamente do esforço da classe em conseguir o casarão para o museu, nos anos 80;
Rogério Sganzerla dirige Helena Ignez, sua mulher e a filha Dji Sganzerla, no espetáculo Savannah Bay, de Marguerite Duras. Helena Ignez comemora 40 anos de carreira no palco ensaiando Check-up de Paulo Pontes com direção de Bibi Ferreira. Nas horas vagas Helena Ignez dá aulas de tai chi chuan, pratica quiromancia, ioga e outros exercícios orientais.
O Cine Brasília ganhará novo nome; Cine Brasília Glauber Rocha, o projeto do deputado Wasny de Roure (PT) tramitou em Comissão e aguarda em plenário a ordem do dia para ser editado em 2.001.

8 set.

"De um lado, os colaboracionistas do Cinema Novo assumindo o comando da Embrafilme. De outro, assistimos constrangidos aos contorcionismos dialéticos de Glauber Rocha para adular os militares". (Diogo Mainardi in Veja).

13 set.

O presidente Fernando Henrique cria o Grupo Executivo da Indústria do Cinema – o Geic tem como presidente, Pedro Parente; chefe da Casa Civil, e os ministros Pedro Malan, Alcides Tápias, Pimenta da Veiga, Aloísio Nunes Ferreira e Weffort. O grupo terá seis meses para apresentar propostas estratégicas culturais e econômicas, para tornar viável a indústria do cinema no Brasil.

23 set.

A 27ª Jornada Internacional de Cinema da Bahia homenageia o ator Othon Bastos, baiano de Tucanos que inaugurou o palavrão no cinema nacional, dizendo um que deu o que falar em Sol sobre a lama, de Alex Viany. Também representou o jornalista sem escrúpulos de O pagador de promessas, de Anselmo Duarte. Othon Bastos no cinema, é ator glauberiano por excelência, sua participação em Deus e o diabo na terra do sol foi tão marcante que teve de lutar para conseguiu livrar-se da imagem de Corisco a fim de interpretar outros papéis. Deus e o diabo, foi um dos cinco filmes presentes na mostra como parte da homenagem. Os outros quatro foram: O dragão da maldade, Sol sobre a lama, de Alex Viany; Os deuses e os mortos, de Ruy Guerra; e São Bernardo, adaptação de Leon Hirszman para o romance de Graciliano Ramos.
Caminhoneiro, no filme Central do Brasil, de Walter Salles Jr., coronel Gaudêncio em A terceira morte de Joaquim Bolívar, de Flávio Cândido, e coronel Mendes na minissérie Aquarela do Brasil, são alguns papéis recentemente vividos por Othon Bastos que também é tema da série Retratos Brasileiros, do Canal Brasil, no documentário Vozes de Othon, dirigido por Joel Pizzini. O ator ex-atleta aos 67 anos ainda encontra tempo para exercícios aeróbicos, musculação e alongamento em academia de ginastica, no Rio de Janeiro. Othon Bastos apareceu num comercial da Caixa Econômica Federal.

20 out.

Pedro Paulo de Araújo Rocha, direção; Eryk Aruak, câmera e Ava Pátrya Yndia Yracema, produção; filhos de Glauber Rocha gravam o making of do Programa do Ratinho e um depoimento do comunicador Carlos Massa para o documentário Veracidade, sobre eleições municipais de 2.000 e democracia

21 a 28 nov.

França. O 22º Festival dos Três Continentes de Nantes, aberto à participação de filmes da América Latina, da África e da Ásia. Promove uma grande retrospectiva dedicada a Glauber Rocha. A mostra integral esteve ameaçada por dois fatores: a autorização escrita da família do cineasta para a exibição dos filmes e, a liberação do curta Di de Glauber, ainda interditado pela família Cavalcanti para exibições públicas.
A novidade do evento consistiu em apresentar não só a filmografia de Glauber Rocha, mas também alguns programas que restaram do Abertura da TV Tupi e documentários feitos sobre ele, o vídeo Sintra is a beautiful place to die, além de debates.
A Lumière negocia para adquirir os direitos de redistribuição de seus filmes, que serão reestreados na França e, possivelmente, na Europa.
A conceituada revista francesa Cahiers du Cinemá, antes de completar 50 anos de existência, muda o formato para atrair novo contigente de leitores e usa o quadro do festival para publicar uma edição especial sobre Glauber Rocha, discutindo seu legado e a permanência de suas idéias neste mundo globalizado.

16 a 29 nov.

Rio de Janeiro. Inocência e delírio, retrospectiva completa do diretor Walter Lima Jr, no CCBB - Centro Cultural Banco do Brasil, são exibidos 9 longas-metragens e 23 documentários, complementado por palestras e um workshop do próprio homenageado.

22 nov.

A diretora Ana Maria Magalhães, a rainha Aurora Madalena, em A Idade da Terra, reinicia as filmagens de seu Lara cinebiografia da atriz Odette Lara.

26 nov.

Walter Lima Jr. Completa 62 anos. Dirigido por Beth Formaggini e Luís Carlos Sá, o documentário Walter.doc – O tempo é sempre presente, de uma hora de duração é exibido pelo Canal Brasil. O diretor interrompeu o roteiro de Os desafinados, seu próximo filme ambientado no auge da bossa nova para dirigir a vitoriosas campanha televisiva de Marta Suplicy (Pt) à Prefeitura de São Paulo. Ano que vem será editada a sua biografia escrita pelo crítico Carlos Alberto de Mattos.

20 dez.

Rio de Janeiro. Na Livraria Dantes, o diretor, Júlio Bressane; lança o livro Cinemancia, traçando um panorama do cinema brasileiro. O próximo filme do cineasta será Dias de Nietzsche em Turim, o ator Fernando Eiras fará o papel do filósofo.

26 dez.

Rio de Janeiro. O ator Hugo Carvana, aos 63 anos, que recentemente venceu um câncer, é o grande homenageado nas filmagens da última seqüência do filme Lara, no Teatro Municipal de Niterói. A cena retrata a festa da entrega do Prêmio Coruja de Ouro, nos anos 70, recebido por Hugo Carvana, que faz o papel dele mesmo no longa-metragem de Ana Maria Magalhães. Com os olhos marejados, Hugo Carvana foi ovacionadíssimo por mais de 200 figurantes com traje black-tie, mesmo depois de a diretora dizer “— Corta!”.

28 dez.

Silvio Tendler convida o maestro Eduardo Camenietzki para compor a trilha sonora do documentário sobre Glauber Rocha.
Paralelamente, Silvio Tendler fará nova edição das cenas para criar o longa-metragem O avesso do avesso, unindo a trajetória dos baianos Glauber e Carlos Marighela.
E o cineasta pretende ainda fazer um filme de ficção sobre Glauber, tendo Marcos Palmeira no papel-título.
“Estou trabalhando neste documentário há vinte anos. O documentário é uma área que está em expansão no mercado internacional, sobre tudo no Brasil”.

16195631 1244639698964350 5662232908333435636 n   Música

   O Violent Femmes lança seu primeiro disco em formato mp3, "Something’s wrong", que reúne raridades, covers e versões acústicas da banda. Gordon Gano, o líder da banda, não têm o número de ‘downloads’ e também não revela porque essa experiência “não deu muito certo”.

   • Patrulha do Espaço lança o CD Chronophagia.

   • A Barca do Sol, que gravou dois discos pela Continental (têm os álbuns relançados num único CD).

   • Tom Zé - Série dois momentos Vol. 14 - Vol.15.  Relançamento em CD de O Caso é Chorar, 1972 e de Todos os Olhos, 1973. Continental - 2000. Relançamento em CD de Estudando o Samba, 1975 e de O Correio da Estação do Brás, 1978. Continental - 2000.

   • O Meio, é o segundo disco solo de Luiz Tatit, três anos após o lançamento de Felicidade. Contendo 13 canções de sua autoria, 5 delas com a colaboração de parceiros como José Miguel Wisnik, Ná Ozzetti e Ricardo Breim.

   • Cabruêra lança CD homônimo.

   • ScreamYell um site sobre cultura pop é ativado.

   Seu Jorge é acusado de se apoderar de seis canções da Gafieria S/A

   Seu Jorge é convidado para uma participação especial no disco do grupo brasiliense, Gafieira S/A. O grupo pretendia gravar um CD e chamou o cantor carioca para uma participação especial em janeiro e fevereiro desse ano. Seu Jorge teria se hospedado na casa de Rodrigo Freitas e teve todas suas despesas relacionadas à participação no disco pagas pelo Gafieira S/A. Segundo os integrantes do grupo, quando terminaram os trabalhos, Seu Jorge teria retornado ao Rio de Janeiro com as canções e não mais voltou. Com o desentendimento, o disco não foi gravado
   Rodrigo e Ricardo tentaram, por diversas vezes, entrar em contato com o compositor carioca. Mas só conseguiram se falar no final de abril de 2000, quando teria acontecido uma discussão pelo telefone. A partir daí as relações profissionais foram cortadas. “Tentamos negociar com ele desde o início. Mas ele não quis conversar e chegou até a ser grosseiro”, relata Rodrigo.

2000 11 abril2000 6 maio


Maio

2000 vandre
Nação Nordestina CD duplo de Zé Ramalho parodia a capa de “Sgt. Pepper’s”, desconfio que a capa é trabalho de Rogério Duarte...

Junho

Gravado num especial do Multishow, o programa Submarino Verde Amarelo vira disco ao vivo, lançado pela Sony. Com produção de João Barone e Vinicius Sá. Faixas 1. Ob-la-di Ob-la-da - Samuel Rosa, 2. Revolution - Roberto Frejat, 3. Golden Slumbers - Cássia Eller, 4. Nowhere man - Beto Guedes, 5. Martha my dear - Zélia Duncan, 6. Penny Lane - Flávio Venturini, 7. Till there was you - Fernanda Takai, 8. The long and winding road - Zizi Possi, 9. All you need Is love - Todos, 10. Twist and shout - Todos, 11. In my life - Zé Ramalho - Estúdio, 12. Because - João Bosco. 

2000 1 julho

Zine De Profundis (Cultura Alternativa) - Brasília n. 1 - 2000

31 jul.

Bob Dylan O poeta da América ao Vivo

6 setembro

Saitama. Japão. Inauguração do Museu John Lennon

Itamar Assumpção submete-se à primeira cirurgia para tentar eliminar o tumor intestinal, que, aparentemente, tinha dado resultado. Apesar da batalha contra o câncer, o compositor não fica inativo. Prepara o segundo volume da série Pretobrás, em parceria com Naná Vasconcellos (que seria uma trilogia), e têm planos de lançar seu primeiro livro. 

celso

Foto: Lucky

Setembro

Terraço Shopping, em Brasília. Celso Blues Boys, faz show aberto.

2 set.

Hans-Joachim Koellreutter faz 85 anos de idade e… o Brasil um pouco mais de 62 anos de Koellreutter.

19 set.

Jaqueta de um ídolo

A Sotheby’s londrina vai leiloar hoje uma psicodélica jaqueta verde, com imagens de dragões, flores e paisagens, que pertenceu a Jimi Hendrix, morto há 30 anos. Avaliada em cerca de US$ 28 mil, a peça foi presente do guitarrista a um amigo que ele visitou em Londres pouco antes de iniciar sua turnê britânica, em 1967. (JB, 19 set. / 2.000)

Outubro

Candidato a vereador em Saquarema pelo Partido Liberal, recebeu apenas nove votos. Ele perdeu pela segunda vez consecutiva em candidatura política – em 1996 teve 246. Sua bandeira, como no outro pleito e em toda a sua carreira, foi Rock’n’Roll Para Todos.

19 out.

“Gil e Caetano são grandes artistas, que já se consagraram e que realizaram um dos aspectos importantes da revolução tropicalista, mas que não é o único. Eles estão continuando o trabalho que começaram. Porém não podemos cruzar os braços achando que a revolução está complementada apenas como parte de um trabalho. Ela foi um movimento coletivo. Só agora determinados aspectos da obra de Tom Zé estão aparecendo e do próprio Gereba, que também participou da Tropicália. Tentamos revelar coisas que estavam ocultas, sem negar a obra de Caetano e Gil, que também é fundamental. O Gil participou do nosso disco. Queremos, inclusive, a colaboração deles. O sucesso tem esse poder, como aconteceu com o Roberto Carlos, de ser conformizante. Você cria fama e deita na cama. Parece que venho dando declarações que são contra o Caetano mas só têm o objetivo de provocar e mostrar que a revolução não terminou. Não bastou o sucesso comercial para consolidar os ideais do movimento tropicalista”. (Rogério Duarte).

13 novembro 

Lançamento do CD One dos Beatles e estreia do site oficial www.thebeatles.com.

14 nov.

Homem acusado de tentar matar ex-beatle é julgado hoje

da Reuters - Folha de S. Paulo
em Oxford (Inglaterra)

O julgamento de um homem acusado de tentar assassinar o ex-beatle George Harrison e sua esposa Olivia, no ano passado, começa hoje, 11 meses depois do ataque.
Michael Abram, que é originário da cidade onde os Beatles surgiram, Liverpool, tem dois processos de tentativa de assassinato e um por roubo. Ele afirma ser inocente das acusações.
Harrison ficou seriamente ferido durante o ataque de dezembro, quando foi esfaqueado no peito. Ele estava verificando um arrombamento no quarto de número 120 de sua mansão em estilo gótico, localizada a oeste de Londres.
O ex-Beatle escapou por pouco - a polícia disse que a faca de 18 centímetros usada no ataque não acertou seu coração por apenas uma polegada de distância - mas desde então recupera-se da facada.
O ataque ocorreu 19 anos depois que John Lennon foi assassinado pelo fã enlouquecido Mark Chapman em Nova York, em 1980.
O julgamento de Abram, que tem dois filhos, deve durar entre três e quatro dias.

• Sepultura vence ação na Justiça

1 dezembro

Carteira Nacional de Apaixonado, estreia solo de Frank Jorge.

13 a 17 dez.

Brasília. O espetáculo Romances – um fabulário do Brasil, do bardo Ary Pará-raios, no Teatro Goldoni, resgata as músicas Deus e o diabo na terra do sol, Sérgio Ricardo e Glauber Rocha; Tema de Manuel e Rosa, Tema de Sebastião, Sérgio Ricardo e o Monólogo de Sebastião, Glauber Rocha. Em cena Ary Pará-raios aparece com uma capa lembrando o personagem de Maurício do Valle. A música Deus e o diabo, no encerramento é recebida com empatia e calor pela platéia. Para transcrever as música Ary Pará-raios, amigo de longa data de Glauber e convidado para as filmagens de O dragão da maldade contra o santo guerreiro, ouviu o disco da trilha sonora e viu o filme.

28 dez.

Os Beatles continuam em primeiro lugar de vendas pela terceira semana consecutiva, com o álbum One, que reúne 27 primeiros lugares. Esta coletânea vendeu mais de 820 mil copias em uma semana. Em 5 semanas que foi lançado no mercado o disco já vendeu mais de 3, 36 milhões de cópias.

2000 flyer

Literatura

SEQUÊNCIA DAS VANGUARDAS: NEOCONCRETISMO (2000)

Jim DeRogatis lança a biografia de Lester Bangs (Let It Blurt, 2000)

No livro Renato Russo, de Arthur Dapieve é publicado.

Noite Tropicais. Autor: Nelson Motta. Editora Objetiva.

Wally Salomão lança Tarifa de embarque.

Leonardo Vinhas lança As Pérolas que Enriquecem os Porcos.

Maio

Many Years from Now, um dos mais aclamados livros já lançados no meio beatle. Traz a autobiografia de Paul McCartney, com a versão de Paul para a origem dos álbuns dos Beatles, das músicas e histórias das turnês. Apesar de ser narrado por Barry Miles, o livro é composto em sua maior parte de depoimentos de Paul, literalmente transcritos, Paul declara que quando John foi assassinado, eles estavam bem. “Agradeço a Deus por isso”. A edição nacional vem com um adendo em relação à 1ª edição inglesa, a transcrição da nota à imprensa laudeada por McCartney após a morte de sua esposa Linda. Ed. Dórea Books and Art, São Paulo, 2000. Páginas: 778.

19 setembro

Bloco na Rua
Sérgio Sampaio ganha biografia

Anjo torto de carreira enviesada, curta e contundente, Sérgio Sampaio brilhou nos anos 70 como compositor de uma só canção (o que era injusto com ele): a marcha “Eu Quero É Botar Meu Bloco Na Rua” foi o grande sucesso (embora não tenha sido premiada) do Festival Internacional da Canção, em 1972, e virou grito de desabafo. Era marcha de estrutura musical simples e letra direta. Mas dava margem para dupla interpretação: eram os anos rígidos da ditadura militar. É a história desse capixaba que se conta – claro – em Eu Quero É Botar Meu Bloco Na RuaA Biografia de Sérgio Sampaio, livro de estreia do pesquisador Rodrigo Moreira (Ed. Muiraquitã, 188 páginas fecha ciclo de homenagens ao compositor, que mereceu disco-tributo, há dois anos – O Balaio do Sampaio, do qual participam fãs famosos: Chico César, João Bosco, Zeca Baleiro, Luiz Melodia e Eduardo Dusek. A biografia é enxuta, objetiva, mas traz equívocos e observações por vezes discutíveis. (Correio Braziliense, 19 set. / 2.000 – escritor por A.E.)

5 out.

The Beatles Anthology, livro que traz depoimentos e fotos inéditas dos Beatles, é lançado mundialmente.

Outubro

Reforçando as estantes culturais, é lançado o livro Cinema Brasileiro (Anos 60 e 70) – Dissimetria, Oscilação e Simulação, de Luiz Cláudio da Costa, doutor em Comunicação pela UFRJ. Editora 7 Letras.

 510942 (1) José Teles lança Do Frevo ao Mangue Beat

Artes

Carlos Vergara participa das coletivas Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento, Fundação Bienal (SP); Século 20: Arte do Brasil, Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa); no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão (Lisboa); e Situações: Arte Brasileira Anos 70, na Fundação Casa França-Brasil (RJ).

Julho

Paulo Iolovitch é pop!

Novembro

A casa de leilões Sotheby's leiloa 'Marilyn Monroe' de Andy Warhol; a pequena peça redonda de 1962 por US$ 2,75 milhões, enquanto que a lata grande de sopa Campbell superou o valor estimado de US$ 1 milhão, e é arrematado por US$ 1,08 milhão.

Televisão

Casa Grande & Senzala - minissérie de TV (Nelson Pereira dos Santos).

Obituário

4 maio


Sandra Bréa, atriz, símbolo sexual dos anos 70, primeira personalidade feminina a assumir publicamente a condição de soropositiva; morre, aos 48 anos.

28 junho 

Paulo Gil Soares, aposentado há um mês como diretor da Divisão de Projetos Comunitários Especiais da Rede Globo de Televisão veio a falecer dois dias depois de ter completado 65 anos. Em 1955, ao lado de Glauber Rocha, fundou as Jogralescas, onde atuou como diretor e ator, colaborou nos diálogos e na assistência de direção e cenografia em Deus e o diabo na terra do sol; foi também cenógrafo e figurinista em Terra em transe. Nos anos 70, fundou o Globo Repórter. 

28 julho 

david drew zinggDavid Drew Zingg, morre aos 76 anos em São Paulo. Fotógrafo e jornalista americano radicado no Brasil desde 1959, autor da antológica foto colorida Os Apóstolos com 8 diretores do Cinema Novo.

 REPORTAGEM FOLHA DE S. PAULO

O fotógrafo e jornalista norte-americano David Drew Zingg, 76, morreu ontem às 7h10, em São Paulo, em decorrência de uma falência múltipla de órgãos, segundo o atestado de óbito assinado pelo médico Rui Lima Mesquita.
Zingg estava internado no hospital Samaritano, em Higienópolis, desde o último dia 29 de junho. Devido a uma complicação gastrointestinal, ele havia voltado ao hospital 12 dias depois de receber alta de uma cirurgia na próstata.
No dia 7 deste mês, Zingg foi transferido para a UTI do hospital. Nos últimos dias, estava consciente, mas respirando com a ajuda de aparelhos e alternava estados estáveis e instáveis.
Segundo o publicitário Washington Olivetto, 48, Zingg era um repórter completo, pois fotografava e escrevia muito bem. "Eu tive a honra de trabalhar com o David na agência de publicidade DPZ, depois ele se transformou num grande amigo meu, uma figura notável. Sem dúvida nenhuma, ele foi o mais americano dos brasileiros e o mais brasileiro dos americanos", disse.
O jornalista Ricardo Kotscho, 52, lembra que Zingg era um "pé-na-estrada". "Ele fazia um jornalismo em estado puro, gostava de viajar e contar histórias com fotos e textos. Não era um burocrata. Apesar da nacionalidade americana, pegou logo o jeito brasileiro na criatividade", afirmou.
"As grandes histórias do Zingg poucas pessoas conheceram, só aquelas que frequentavam bares com ele. Recordo, por exemplo, de como era engraçado ele contando como conheceu Cole Porter", lembra Zé Rodrix, seu amigo e parceiro na banda Joelho de Porco.
Zingg era divorciado e deixou três filhos, todos residentes nos EUA. O corpo será velado hoje à tarde no crematório de Vila Alpina, zona leste da cidade.
Os amigos de Zingg promovem na próxima terça-feira, às 20h, um leilão de dez fotografias de sua autoria e obras doadas por artistas plásticos e fotógrafos, como José Roberto Aguilar, Ivald Granato e Tomoshigue. A renda obtida será usada para o pagamento das despesas hospitalares e do velório. O leilão será realizado na sede do site iG (r. Amauri, 299, Itaim, São Paulo, tel. 0/xx/11/3065-9754).

1º setembro

Harry Stone, o embaixador da Motion Pictures no Brasil, falece aos 74 anos. 

11 outubro

Rio de Janeiro. Olga Breno, a atriz de único filme, o imprescindível "Limite" de Mário Peixoto morre aos 89 anos.

16 out.

Curitiba. Ney Braga, ex-ministro da Educação e Cultura, de 1974 a 1978, morre aos 83 anos.

 

 

Articles View Hits
6892401

We have 664 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro